quarta-feira, 29 de junho de 2011

Rabino elogia liberdade religiosa no Irã




Contrariando a imprensa mundial que insiste em atacar o Irã para justificar uma futura guerra ao país por parte de potências ocidentais, um dos mais proeminentes rabinos de Nova Iorque, líder mundial do movimento Neturei Karta, Yisroel Weiss, elogiou o presidente Mahmud Ahmadinejad pela liberdade religiosa que presenciou no Irã. O rabino Weiss e sua comitiva participam em Teerã da Conferência Internacional de Luta Global contra o Terrorismo.
Judaísmo não é sionismo
O rabino fez questão de elogiar também o líder supremo da Revolução Islâmica, Ayatolá Sayyid Alí Jameneí, por diferenciar o judaísmo do sionismo. Segundo o líder dos judeus ortodoxos do movimento Neturei Karta (www.nkusa.org), a maioria dos judeus confunde o Estado de Israel com judaísmo. “Os atuais governantes de Israel são sionistas (judeus racistas), contrariando os preceitos religiosos sagrados do judaísmo. Os verdadeiros judeus são anti-sionistas e contra o Estado de Israel. Nós defendemos o Estado Palestino porque sempre vivemos em harmonia com nossos irmãos palestinos, e os sionistas tomaram o poder em Israel para trazer guerras, mortes, destruição e ódio”.
Weiss destacou que o Irã é o único país do mundo que diferencia o judaísmo do sionismo, e trata adequadamente a comunidade judaica local. Para ele, o governo de Israel “é um como um tumor canceroso que afeta não apenas a região, mas toda a comunidade judaica. Portanto,,Israel é o verdadeiro símbolo do terrorismo de Estado”. Para ele, a matança de palestinos civis inocentes pelo governo israelense vai contra os ensinamentos do livro sagrado dos judeus, o Torá.
Para participar da Conferência Global contra o Terrorismo em Teerã o rabino esteve acompanhado de uma delegação de rabinos anti-sionistas do Movimento Neturei Karta (dos Estados Unidos e Inglaterra), entre estudiosos de 60 países participantes do evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário