quinta-feira, 8 de março de 2012

Vereador Sabino Picolo decepciona a população



Ao assumir interinamente a presidência da Câmara municipal de Curitiba, o vereador Sabino Picolo (DEM) decepcionou a maioria da população curitibana, que deseja o esclarecimento das denúncias de favorecimento da esposa pelo presidente afastado João Claudio Derosso (PSDB). Mais de 16 milhões teriam sido destinados a empresa da esposa do ex-presidente da Câmara Municipal, diante do silêncio e da omissão – ou cumplicidade – da maioria dos vereadores curitibanos.
Sabino Picolo não apenas está protegendo Derosso em todas as ações que envolvem o caso das investigações de desvio de recursos, como votou contra o manifesto – ficando em minoria – para abrir investigações que poderão resultar na destituição de Derosso.
A fotografia publicada acima e em diversos jornais mostrando o vereador Sabido Picolo ajoelhado perante o Derosso retrata a relação de cumplicidade entre ambos? Ou é apenas uma prova de subserviência explícita?
A seguir, os nomes dos vereadores que não assinaram o manifesto, que não desejam apurar as denúncias de desvio de milhões na Câmara Municipal de Curitiba para que os eleitores não esqueçam de NÃO votar no próximo mês de outubro. Afinal, vereador é eleito para fiscalizar recursos públicos (o seu, o nosso dinheiro), e se não fiscaliza, é melhor que fique em casa: Aldemin Manfron (PP); Beto Moraes (PSDB); Dirceu Moreira (PSL); João Cláudio Derosso (PSDB); João do Suco (PSDB); Julião Sobota (PSC); Nely Almeida (PSDB); Pastor Valdemir Soares (PRB); Paulo Frote (PSDB); Professor Galdino (PSDB); e Sabino Picolo (DEM).

Nenhum comentário:

Postar um comentário