terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Policiais catarinenses fazem fotos obscenas


Policiais de Florianópolis (SC) interrompem ronda noturna para tirar fotos obscenas com vaca da Cow Parade.
Em Araucária (PR) policiais foram flagrados tomando cerveja, fardados.
Como diria o velho sargento Tobias: "O mundo está acabando, e começou pela geladeira lá de casa".

Polícia sabia de cassino no Parolin desde novembro


Deu hoje na Gazetado do Povo: “A polícia sabia que a mansão do bairro Parolin, em Curitiba, funcionava como um cassino clandestino. Em 25 de novembro de 2011, o programa do governo Narcodenúncia havia recebido uma informação anônima detalhando não só contravenções como a exploração de jogos de azar, mas também crimes graves, como prostituição e tráfico de drogas. A casa de luxo foi “estourada” na quinta-feira à noite por policiais civis que agiram “por conta própria”, sem comunicar aos superiores, acentuando uma crise na instituição.”
Será que legalizaram a prostituição de menores, tráfico de drogas e jogos caça-níqueis no Paraná e não avisaram a população? Ou será que tem autoridade envolvida e a polícia não pode atuar?

sábado, 21 de janeiro de 2012

Jornais de bairros fazem parceria com a Polícia Militar




A reunião mensal da Associação dos Jornais de Bairros de Curitiba, realizada na última quinta-feira no Restaurante Ancoradouro, no bairro Água Verde, contou com a presença do chefe da Seção de Comunicação Social da Polícia Militar do Paraná, Major Antonio Zanatta Neto. O policial militar falou sobre as determinações do novo comandante da Polícia Militar no sentido de melhorar a integração com as comunidades dos bairros da nossa capital, visando maior conhecimento e compreensão dos problemas e soluções na área da segurança pública.
Na oportunidade ficou aprovado, por unânimidade dos diretores de 21 jornais de bairros presentes, a criação de uma coluna em cada jornal de bairro de Curitiba, filiado à Associação, para divulgar notícias da Polícia Militar do Paraná e informações - dicas - de segurança.
O presidente da Associação dos Jornais de Bairros de Curitiba, Elencar Antonio Marcelino, falou que é preciso melhorar o apoio das comunidades à Polícia Militar: "as comunidades já colaboram com as polícias civil e militar através dos Conselhos Comunitários de Segurança, mas é preciso ir além, encontrando canais para fortalecer os vínculos de informação e participação, afinal, segurança é uma tarefa de todos".
Para a diretora do jornal Folha do Batel, Celina Susy, "a presença do major Zanatta em nossa reunião demonstra uma nova filosofia para melhorar a integração entre a Polícia Militar e as comunidades dos bairros da nossa cidade, no sentido de melhorar a segurança pública".
Para Wanderley Vieira, diretor dos jornais e Gazeta Amigos do Bairro, "é preciso existir maior interação entre as autoridades policiais e as populações dos bairros no sentido de construir uma relação de confiança e parceria no combate à violência e criminalidade".
Para Adilson da Costa Moreira, diretor do jornal Gazeta do Santa Cândida, "o novo comandante da Polícia Militar do Paraná, coronel Roberson Luiz Bondaruk, sempre defendeu a melhoria da relação polícia-comunidade. Trata-se de uma visão moderna e eficiente na difícil jornada para melhorar a segurança pública em nossa cidade e região".

Campanha salarial dos policiais
O tema campanha salarial dos policiais foi abordado após a saída do major Zanatta, para evitar constrangimento, afirmaram os participantes.
Os diretores de jornais da Associação dos Jornais de Bairros de Curitiba manifestaram apoio à campanha salarial dos policiais civis e militares, afirmando que "a valorização do policial precisa ser feita através do pagamento de um salário justo. Há mais de 13 anos os policiais não tem reajuste salarial, o que é uma grande injustiça".

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

ORIENTAÇÕES E CUIDADOS AO REFORMAR E CONSTRUIR



A autoconstrução pode ser entendida como um processo de produção de habitação que tem como gestor do processo o próprio morador. Geralmente a obra caminha de forma parcelada, à medida que o morador consegue recursos para a aquisição de materiais e por mão de obra de terceiros, contratados muitas vezes sem nenhuma qualidade dos serviços e nem mesmo a garantia da execução.
No entanto o morador, diante de uma reforma ou construção, que ao optar em contratar sozinho os profissionais, poderá enfrentar sérios problemas durante e depois da obra. Os problemas surgem, principalmente em relação ao conforto da edificação dado o desconhecimento dos usuários de soluções adequadas; a inexistência de um planejamento prévio, com projetos e sem a orientação de um profissional de arquitetura ou construção, ocasionando por fim a lentidão no processo de finalização da obra , além de baixa qualidade de serviços, gerando desperdícios.
O objetivo do nosso trabalho é elevar o patamar de qualidade da execução dos serviços, através dos mecanismos que apóiem e orientem o cliente nos aspectos relativos à obra, desde o projeto até a indicação de bons profissionais como pedreiros, eletricistas, pintores, etc.
Para evitar erros na obra, além da contratação de equipe adequada, é necessário dar ênfase na importância do entendimento correto de projetos pelo executor, no caso pedreiros e construtores, assim como a orientação técnica diária de como os serviços deverão ser executados, evitando assim as chances de erros e desperdícios de materiais.
No caso de reformas, deve se dividir a obra em etapas, enfatizando a construção passo à passo na elaboração, com cronogramas para início e finalização de cada uma das etapas ; ex: início na colocação do gesso, seguida por iluminação, e instalação pontos elétricos ,colocação de piso, pintura, e por último o mobiliário.
Para auxiliar quem reforma ou constrói, a ARQ&REFORMA, nasceu da percepção de um nicho de mercado específico para reformas rápidas e limpas, onde percebe-se a carência de mão de obra qualificada.
A ARQ&REFORMA foi criada para abrir as portas dos serviços de reformas de imóveis residenciais e comerciais, com conceitos de qualidade, segurança e garantia , além de baixo custo.
Serviços com equipes de profissionais habilitados para concluir a sua obra com qualidade, mais rapidez e economia. A empresa conta com uma arquiteta que irá até a sua obra, onde fará um orçamento específico para a sua reforma, incluindo no pacote de serviços, projetos de interiores com alterações de layout, gesso, iluminação e pintura, e sugestões de utilização de materiais de acabamentos.

Faça seu orçamento sem compromisso, a visita é gratuíta.
Fotos acima: Obra Condomínio Golden Hill - Salão de Festas.
ARQ&REFORMA
Arq. Andréa Barbon - Mestranda em Construção Civil UFPR- Crea:69792-D-PR, fone;(41) 9635-6877
Eng. Ricardo Muller – MBA Gestão de Projetos UP Crea : 94979-D Fone : (41)9161-1448
Email: arqreforma@gmail.com - Blog: www.arqreforma.blogspot.com

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

MANIFESTO DE SOLIDARIEDADE À SÍRIA


A Síria está sofrendo uma série de atentados terroristas que atingem diretamente a população, cujo objetivo é desestabilizar o governo, provocar guerra civil e uma intervenção militar da OTAN. A estratégia empregada é muito semelhante a empregada na Líbia. Mas, as massas síria estão nas ruas respondendo com bastante vigor o intento imperialista.
Seguindo a tradição da esquerda internacionalista de nosso país, as Entidades brasileiras ,abaixo relacionadas, lançam um Manifesto de solidariedade à luta anti imperialista travada pelo povo sírio e em Defesa de sua Soberania, obviamente, são as entidade brasileiras que se encontram perfiladas ao lado dos anti imperialistas sírios contra a guerra, calculadamente construída pelo sionismo:

M A N I F E S T O

Manifestamos nosso enérgico repúdio aos atentados terrorista praticado contra o povo sírio, sua unidade e sua soberania, que tem causado a morte de dezenas de pessoas e muitos feridos, perpetrado por forças que querem destruir a unidade síria, impedir as reformas e favorecer o imperialismo e o sionismo no Oriente Médio.
Não temos dúvidas de que estas violentas agressões contra inocentes civis sírios são parte da estratégia imperialista/sionista que se utiliza e orienta grupos mercenários e fundamentalistas oportunistas a criar entre a população um clima de guerra psicológica e terrorista, cujo principal objetivo é levar ao sectarismo e criar enfrentamentos, incitando à guerra civil .
Nesse sentido a mídia mundial funciona como um instrumento de guerra eficaz, quando faz coro com as manipulações criadas pelas forças de segurança dos EUA e de Israel, que justificam os massacres perpetrados por seus exércitos e pela OTAN em nome da democracia e da necessidade de proteção da população nativa. Na verdade o que querem é dominar, destruir, matar e ocupar o país.
No caso da Síria, censuram as notícias sobre os ataques de grupos terroristas à população e culpam o governo de Bashar AL - Assad , invertendo os papeis: a vítima transforma-se no criminoso; o criminoso em vítima.
A Síria é o principal pilar da resistência antiimperialista e antisionista do Oriente Médio, do nacionalismo árabe e da convivência pacífica entre diversas etnias e religiões. A Síria foi o único país árabe que acolheu além dos palestinos desde 1948, mais de 1,5 milhão iraquianos que largaram para trás seu país, após a bárbara invasão estadunidense, onde foram utilizadas bombas de fragmentação, urânio empobrecido e outras armas proibidas pelas Convenções de Genebra.
Nós, brasileiros, acreditamos na força e na determinação do povo sírio, que tem respondido, nas ruas das cidades e províncias diariamente, de uma forma unitária e muito firme, as estratégias criminosas da qual têm sido vitimas. Todo nosso apoio e solidariedade internacionalista ao povo sírio e sua forte unidade nacional. Estamos lado a lado com a Siria e condenamos qualquer ingerência externa em seus assuntos.

Comitê de Solidariedade à Luta do Povo Palestino do Estado do Rio de Janeiro
Comitê Catarinense de Solidariedade ao Povo Palestino do Estado de Santa Catarina
Movimento Palestino Brasileiro pela Paz no Oriente Médio / Rio de Janeiro
MST - Movimento dos Trabalhadores Sem Terra
PCB - Partido Comunista Brasileiro
MTD – Movimento dos Trabalhadores Desempregados Brigadas Populares
CTB – Central dos Trabalhadores e trabalhadoras do Brasil
CEBRAPAZ – Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz
União da Juventude Comunista
Unidade Classista - Corrente Sindical do PCB
FEARAB – Federação de Entidades Árabes da América/RJ
Club Sírio e Libanês
União Cultural Árabe- brasileira
Sociedade Beneficente Feminina Árabe-Brasileira
Sociedade Beneficente Muçulmana Alauita
Sociedade Ortodoxa São Nicolau
Associaçao Cultural Sírio Brasileira do Paraná
Jornal Água Verde – Curitiba

sábado, 14 de janeiro de 2012

Músicos mexicanos são perseguidos nos EUA

Um dos principais grupos musicais do México, Los Tigres Del Norte, está sofrendo perseguição ao se apresentar nos Estados Unidos da América. A perseguição começou no governo George W. Bush, foi mantida por Barack Hussein Obama, e atualmente até os CDs produzidos no México estão proibidos de serem vendidos nos EUA. Os problemas são causados pelas polícias e autoridades da imigração. Apesar disso, as apresentações são realizadas em diversos estados para imigrantes latino-americanos, principalmente mexicanos, lotando estádios e ginásios.
O grupo toca corridos e cúmbias, na maioria composições próprias, e aborda temas polêmicos: drogas, perseguição aos imigrantes clandestinos nos EUA, corrupção policial, lendas e estórias de confrontos armados etc.
Apesar desse perfil, Los Tigres Del Norte é considerado o grupo regional mais influente do continente, segundo o Billboard e o jornal New York Times. Eles continuam sendo a principal voz dos injustiçados mexicanos nos Estados Unidos, vendendo milhões de álbuns e liderando as paradas musicais no México e Miami, e ganhando os principais prêmios da música: Grammy e Grammy Latino.
Para proibir os músicos de se apresentarem nos EUA e tentar barrar a venda de seus CDs, o governo norte-americano afirma que Los Tigres Del Norte fazem apologia à droga. Diversos chefes do tráfico na Colômbia, México e Peru disseram ser fãs incondicionais dos Tigres Del Norte. Motivos: 1 - as músicas falam da corrupção da agência norte-americana de combate ao tráfico de drogas, DEA, e das polícias do México e Colômbia; 2 – as canções afirmam que o culpado pelo tráfico de drogas é o povo norte-americano que consome drogas: “não havendo consumo, não haveria tráfico”, afirmam; 3 – algumas músicas denunciam a corrupção dos políticos colombianos e mexicanos, na maioria financiada pelo narcotráfico; 4 – algumas letras tratam da corrupção do governo mexicano, incluindo a venda do petróleo a preços ridículos para empresas norte-americanas; 5 - as músicas afirmam que os EUA não tem o direito de barrar os imigrantes mexicanos porque o país invadiu e roubou do México os atuais Estados do Texas, Novo México, Arizona, Colorado, Califórnia, Nevada, Wyoming e Utah.
Na canção “Somos mais americanos”, eles afirmam que os norte-americanos não são americanos, “são anglo-saxões, europeus, ingleses, enquanto que qualquer mexicano ou latino-americano é mais americano que todos os gringos”.
Uma das canções mais polêmicas do grupo é sobre a morte do Pablo Escobar, o mais polêmico chefão do tráfico na Colômbia. A música sobre a morte de Escobar fala do apoio que ele dava às comunidades pobres e da comoção social em torno da sua morte, quando – apesar da repressão policial – mais de 100 mil pessoas compareceram ao sepultamento.
Na música “Noivas dos Traficantes” eles alertam que são “aquelas que te deixam louco, e não são boas amantes; nunca demonstram ter alma e podem até matar”. E quando morre ou é preso algum traficante, a música lembra que “as noivas não se preocupam, sabem que isso vai acontecer, porque quem brinca com fogo, com fogo vai se queimar”.
Grande parte das canções do grupo fala da luta entre traficantes e policiais – tema que interessa a grande parte da juventude mexicana, principalmente nas cidades de fronteira. Outras tratam da solidão e revolta dos mexicanos humilhados nos EUA por serem imigrantes legais ou ilegais.
O porta-voz dos Tigres Del Norte declarou anos atrás que o grupo não faz apologia do consumo das drogas, pelo contrário, mostra as desgraças e tragédias que atingem consumidores e traficantes, mas que nem por isso é hipócrita a ponto de calar sobre a corrupção policial e governamental em todos os países onde existe o narcotráfico. O grupo questiona que somente os pequenos traficantes são punidos, enquanto aqueles que financiam o narcotráfico ficam impunes.
As músicas dos Tigres Del Norte podem ser baixadas pela internet ou no site oficial www.lostigresdelnorte.com

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Postos de combustíveis denunciados por desvio


Em nossa região alguns postos foram denunciados por roubarem combustíveis dos consumidores.
Aproximadamente 30 postos de combustíveis em Curitiba e região metropolitana estão envolvidos nesta fraude. É difícil acreditar que não haja participação de algumas autoridades.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Stephanes e Ratinho Jr entre os deputados que mais enriqueceram


Com base em informações disponívei na página da Transparência Brasil e do TSE, o coordenador de projetos da ONG Transparência Brasil, Fabiano Angelico, mostra a variação patrimonial dos 16 deputados federais com mais de meio milhão de reais em 2006 e que mais enriqueceram até 2010.
Os dados, postados pelo jornalista e cientista político Emerson Cervi em seu Facebook, mostram que nesta lista estão dois paranaenses: Reinhold Stephanes, do PSD; e Ratinho Júnior, do PSC.
Em 2.006, Stephanes tinha um patrimônio de R$ 59.154,00 e, em 2010, de R$ 1.081.316,00, o que significa um incremento de R$ 1.022.162,00. Isso significa que seu patrimônio aumentou 1728% (o segundo maior aumento entre os 16 listados).
Ratinho Júnior tinha, em 2006, um patrimônio de R$ 596.153,00, e, em 2.010, de R$ 1.939.497,00. Um incremento de R$ 1.343.344,00, o que significa um aumento de 225%.

Os 16 deputados que mais enriqueceram

Bonifácio de Andrada (PSDB/MG) – R$ 2.162.130 em 2.006; R$ 9.691.070 em 2.010; incremento de R$ 7.528.940 (348%).

Wellington Fagundes (PR/MT) – R$ 681.423; R$ 7.255.284; incremento de R$ 6573.861 (965%).

Aníbal Gomes (PMDB/CE) – R$ 238.507 em 2.006; R$ 6.805.631 em 2.010; incremento de R$ 6.567.124 (2753%).

Aelton Freitas (PR/MG) – R$ 1.416.381 em 2.006; R$ 5.468.421 em 2.010; incremento de R$ 4.052.040 (286%).

Roberto Balestra (PP/GO) – R$ 1.281.596 em 2.006; R$ 3.884.883 em 2.010; incremento de 2.603.287 (203%).

Fernando Torres (DEM/BA) – R$ 521.1 em 2.006; R$ 2.685.807 em 2.010; incremento de R$ 2.164.707 (415%).

Ricardo Tripoli (PSDB/SP) – R$ 811.733 em 2.006; R$ 2.870.618 em 2.010, incremento de R$ 2.058.885 (254% )

Jorge Boeira (PT/SC) – R$ 510.312 em 2.006; R$ 2.459.809 em 2.010; incremento de R$ 1.949.497 (382%).

Rebecca Garcia (PP/AM) – R$ 367.457 em 2.006; R$ 2.249.959 em 2.010; incremento de R$ 1.882.502 (512%).

Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM/BA) – R$ 820.559 em 2.06; R$ 2.541751 em 2.010; incremento de R$ 1.721.192 (210%).

Fábio Faria (PMN/RN) – R$ 249.8 em 2.006; R$ 1.926.524 em 2.010; incremento de R$ 1.676.724 (671%).

César Halum (PPS/TO) – R$ 325.4 em 2.006; R$1.682.501 em 2.010; incremenmto de R$ 1.357.101 (417%)

Ratinho Junior (PSC/PR ) – R$ 596.153 em 2.006; R$ 1.939.497 em 2.010; incremento de R$ 1.343.344 (225%).

Sérgio Brito (PSC/BA) – R$ 350 em 2.006; R$ 1.547.265 em 2.010; incremento de R$ 1.197.265 (342%).

Ronaldo Benedet (PMDB/SC) – R$ 391.744 em 2.006; R$ 1.500.041em 2.010; incremento de R$ 1.108.297 (283%).

Reinhold Stephanes (PSD/PR) – R$ 59.154, em 2.006; R$ 1.081.316 em 2.010; incremento de R$ 1.022.162 (1728%).

Fonte: Via Blog da Roseli Abrão

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

A privataria tucana em cordel


Caiu a casa tucana
Do jeito que deveria
E agora nem resta pó
Pois tudo na luz do dia
Está tão claro e exposto
E o que ninguém sabia
Surge revelado em livro
Sobre a tal privataria.

Amauri Ribeiro Junior
Um jornalista mineiro
Em mais de 300 páginas
Apresenta ao mundo inteiro
A nobre arte tucana
De assaltar o brasileiro
Pondo o Brasil à venda
Ao capital estrangeiro.


Expondo a crua verdade
Do Brasil privatizado
O livro do jornalista
Não deixa ninguém de lado
Acusa Fernando Henrique
Gregório Marin Preciado
Serra e suas mutretas
E o assalto ao Banestado.

Revelando em detalhes
Uma quadrilha em ação
O relato jornalístico
Destrói logo a ficção
De que político tucano
É homem de correção
Mostrando que entre eles
O que não falta é ladrão.

Doleiros e arapongas
Telefone grampeado
Maracutaias financeiras
Lavagem por todo lado
Dinheiro que entra e sai
Além de sigilo quebrado
Obra de gente tucana
Na privatização do Estado.

Parece mas não é
Ficção esse relato
Envolvendo tanta gente
E homens de fino trato
Que pra roubar precisaram
Montar um belo aparato
Tomando pra si o Estado
Mas hoje negam o fato.

Tudo isso e muito mais
Coisas de uma gente fina
Traficantes de influência
E senhores da propina
Mostrando como se rouba
Ao pivete da esquina
E a cada negócio escuso
Ganhando de novo na quina.

Se tudo isso não der
Pra tanta gente cadeia
Começando por Zé Serra
Cuja conta anda cheia
O Brasil fica inviável
A coisa fica mais feia
Pois não havendo justiça
O povo se desnorteia

Com CPI já pensada
Na câmara dos deputados
Não se fala outra coisa
No imponente senado
Onde senhores astutos
E tão bem engravatados
Sabem que o bicho pega
Se tudo for investigado.

Por isso, temos tucanos
Numa total caganeira
No vaso se contorcendo
Às vezes a tarde inteira
Mesmo com a velha mídia
Sua indiscreta parceira
Pelo silêncio encobrindo
Outra grande roubalheira.

São eles amigos da Veja
Da Folha e do Estadão,
Da Globo e da imprensa
Que distorce a informação
Blindando tantas figuras
Que tem perfil de ladrão
Mostrando-os respeitáveis
Como gente e cidadão.

Pois essa mídia vendida
Deles eterna parceira
E que se diz democrática
Mas adora bandalheira
Ainda não achou palavras
E silenciosa anda inteira
Como se fosse possível
Ignorar tanta sujeira.

Ela que tanto defende
A liberdade de imprensa
Mas somente liberdade
Pra dizer o que compensa
Não ferindo interesses
Tendo como recompensa
Um poder exacerbado
Que faz toda a diferença.

Mas neste livro a figura
Praticamente central
Sujeito rei das mutretas
Um defensor da moral
É o impoluto Zé Serra
Personagem que afinal
Agora aparece despido
Completamente venal.

É o próprio aparece
Sem retoque nem pintura
Tramando nos bastidores
Roubando na cara dura.
É o Zé Serra que a mídia
Esconde e bota censura
Para que o povo não veja
A sua trágica feiúra.

E ele sabe e faz tudo
No reino da malandragem
Organiza vazamentos
Monta esquema de lavagem
Ensina a filha e o cunhado
As artes da trambicagem
E como bandido completo
Tenta preservar a imagem.

Mas agora finalmente
Com a casa já no chão
E exposta em detalhes
Tão imensa podridão
Que nosso país invadiu
Com a privatização
Espera-se que Zé Serra
Vá direto pra prisão.

E pra não ficar sozinho
Que ele vá acompanhado
Do Fernando ex-presidente
Mais o genro dedicado
Marido da filha Mônica
E outro homem devotado
Ricardo Sergio Oliveira
E também o Preciado.

Completando o esquema
Deixando lotada a prisão
Ainda cabe o Aécio
Jereissati e algum irmão
Nunca esquecendo o Dantas
Que só rouba de bilhão
E traz guardado no bolso
O tal Gilmar canastrão.

Como estamos em época
De Comissão da Verdade
Que se investigue a fundo
E não se tenha piedade
Dos que usaram o Estado
Visando a finalidade
De praticar tanto crime
E ficar na impunidade.

Tanto roubo descarado
Provado em documento
Não pode ser esquecido
E ficar sem julgamento
Pois lesou essa nação
Provocando sofrimento
A quem sofre e trabalha
Por tão pouco vencimento.

Que o livro do Amauri
Maior presente do ano
Seja lido e comentado
Sem reservas nem engano
Arrebentando o esquema
Desse grupo tão insano
Abrindo cela e cadeia.
Pra todo bandido tucano.


Autor: Silvio Prado
Fonte: Blog São Gonçalo do Amarante - Ceará