sexta-feira, 31 de agosto de 2012


Ação Integrada de Fiscalização na Feirinha ao lado do Shopping Água Verde

O Conselho Comunitário de Segurança do bairro Água Verde distribuiu nota à imprensa parabenizando fiscais, Prefeitura, policiais e Secretaria de Segurança Pública pela AçãoIntegrada realizada na última quinta-feira na Feirinha ao lado do Shopping Água Verde.
Segundo o presidente do Conselho, Paulo Roberto Goldbaum, “a ação foi realizada após várias denúncias e pedidos
da comunidade local. A Ação Integrada é uma ação de fiscalização urbana envolvendo Equipe multidisciplinar para fiscalizar ações que envolvem uso indevido de bebida alcoólica, drogas e bagunça generalizada. Com a presença da Policia Militar representada pelo 12º Batalhão, AIFO, Policia Civil 2º Distrito, Corpo de Bombeiros, Prefeitura Municipal de Curitiba através da FAZ e Guarda Municipal, Vigilância Sanitária, Setran, Secretaria Municipal de Urbanismo e representantes da comunidade, o Conselho Comunitário de Segurança Água Verde.”
Foram apreendidos vários jovens, alguns menores de 18 anos que portavam entorpecentes e bebidas alcóolicas. Diversos veículos foram vistoriados, alguns apresentavam em seu interior grande quantidade de bebida alcoólica.
O Conseg Água Verde parabenizou todos os envolvidos da Secretaria de Segurança Pública e Prefeitura Municipal de Curitiba. “Ações dessa natureza poderão trazer novamente as famílias e cidadãos de bem para transitar livremente e sem medo pelas ruas de nosso querido bairro Água Verde”, finalizou o presidente do Conseg.


quinta-feira, 30 de agosto de 2012

FAMÍLIA NO CRIME: PADRASTO E ENTEADO PRESOS POR ROUBO DE CARRO

Foi autuado em flagrante na Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, na noite de quarta-feira (29/08), o latoeiro Ednilsom Garadelli Ferreira de 45 anos, pelos crimes de Receptação e Corrupção de Menores.
Ele estava de posse de um veículo VW/Gol prata, placas IJB-6406/PR, roubado em São José dos Pinhais. A vítima se encontrava em frente da casa de sua namorada, na rua Isabel Redentora quando foi abordado por um indivíduo armado de pistola que praticou o assalto com muita violência.
A vítima instantes depois do assalto, de carona com um colega conseguiu localizar o veículo em uma oficina na rua Joaquim de Freitas no Bairro Boqueirão. Foi até um módulo do 20º Batalhão e avisou a polícia.
Na abordagem a vítima visualizou e reconheceu o rapaz que havia tomado de assalto seu veículo, ele é o menor J.C.F., de 17 anos e também o veículo que já estava sem bateria e o som, tudo estava dentro da oficina que é do padrasto do menor ladrão. Os policiais apuraram que Ednilsom, padrasto do rapaz já possui passagens por Receptação, o menor foi apreendido e conduzindo para a Delegacia do Adolescente.

Fonte: DFRV

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Ação do Gaeco desmonta quadrilha que roubava casas no Litoral

O núcleo de Curitiba do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado - GAECO do Ministério Público do Paraná, com o apoio de Policiais Militares do BOPE e do 9º Batalhão, desencadeou, na manhã desta sexta-feira, 24 de agosto, a Operação Resgate nas cidades de Matinhos e Pontal do Paraná, no Litoral do estado.
A ação, que contou também com o apoio da Promotoria de Justiça de Matinhos, resultou na prisão de uma quadrilha que praticava furtos e roubos em casas da região litorânea. Cinco pessoas foram presas: duas por mandado de prisão, outras duas por mandado de prisão e flagrante e uma apenas por flagrante - por porte ilegal de armas e munição e por receptação de produtos roubados e/ou furtados. Também foram realizados cinco mandados de busca e apreensão nos municípios.
Todos os presos foram encontrados em casa e encaminhados, junto com os objetos apreendidos, para a Delegacia de Matinhos. Entre os objetos há eletrônicos, telefones celulares, relógios, bolsas e bicicletas. As vítimas de furtos e roubos recentes na região devem procurar a Delegacia no intuito de reaver pertences que venham a ser identificados.

Convite para reunião do Conselho de Segurança do bairro Água Verde

Convidamos todos Moradores, Trabalhadores, Empresários e Profissionais Liberais do Bairro para Reunião do Conselho Comunitário de Segurança Agua Verde, com a presença de autoridades das Policias Civil, Militar e Municipal com a seguinte programação:

Data: 28.08.2012;
Horário: 19h30
Local: Restaurante Ancoradouro;
Endereço: Av. Agua Verde, 663 – Água Verde;

Pauta da Reunião: A) Falar sobre assuntos relacionados com Segurança Pública do nosso Bairro com a presença de autoridades da Policia Civil, Policia Militar, Guarda Municipal, Prefeitura Municipal de Curitiba da Regional do Portão; B) Estabelecer cargos e funções dos integrantes da para Diretoria e Conselho; C) Relatório mensal da agenda do Presidente; D) Apresentação de questionário que será distribuído a todos sobre opinião da Segurança Pública em nosso Bairro; E) Assuntos Gerais.

Paulo Roberto Goldbaum Santos - Presidente
Conselho Comunitário de Segurança Agua Verde

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Greve interrompe fiscalização na fronteira do Brasil com Paraguai

Os policiais rodoviários federais se juntaram à greve dos policiais federais. A paralisação deixou a fronteira mais movimentada do Brasil praticamente sem nenhuma fiscalização.
Quem chega a Ponte da Amizade, que liga o Brasil ao Paraguai, percebe logo.
“Está realmente com aspecto de abandonado”, diz um motorista.


Confira o video: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2012/08/greve-interrompe-fiscalizacao-na-fronteira-do-brasil-com-paraguai.html
Fonte: G1.globo.com/Jornal Nacional
Desde segunda (20), ninguém é parado pela polícia para apresentar documentos ou para ter o veículo revistado. Não há policiais federais nas pistas de entrada e de saída do Brasil. Eles apenas atendem a quem precisa de documentos para entrar ou sair do país.
“Nossos postos estão abandonados não pelo movimento grevista, mas pela própria PF e pelo próprio governo federal”, afirmou Bibiana Orsi do sindicato dos policiais federais.
Os policiais rodoviários federais atendem apenas o que consideram casos de emergência. Segundo eles, é um protesto pela falta de pessoal.
“Nós trabalhamos numa fronteira com essa dimensão com dois policiais. Nós precisaríamos no mínimo de oito policiais”, ressaltou Paulo Mileski, delegado sindical dos policiais rodoviários federais.
Só os dez fiscais da Receita Federal, que normalmente trabalham no local, faziam a fiscalização - por amostragem, que não chega a nem 10% do que passa.
A polícia considera um ponto da fronteira o mais crítico por causa do grande movimento. São 35 mil pessoas indo e vindo todos os dias. Em meio a turistas e moradores da região se escondem traficantes de drogas e de armas, além de contrabandistas e ladrões de carros.
Só em Foz do Iguaçu e em Guaíra, a Polícia Rodoviária Federal recuperou, este ano, 218 carros roubados.
Um casal decidiu fazer plantão na ponte da amizade pra tentar encontrar o carro da família, roubado em Foz do Iguaçu.
“Se o proprietário está aqui ele conhece o carro de longe, ele vai avista o carro de longe e vai, já vai identificá-lo”, disse um homem.
Uma caminhonete, roubada em São Paulo, passou livremente, na segunda, pela Ponte da Amizade. Só foi recuperada porque policiais paraguaios avisaram à Polícia Rodoviária Federal que o motorista não tinha autorização para dirigir no país vizinho.
“Eu acho que a fiscalização deve existir, ficar liberado não é legal”, afirmou um homem.
A Superintendência Regional da PF no Paraná e a Polícia Rodoviária Federal informaram que ao longo dos próximos quatro meses vão aumentar gradativamente o efetivo na fronteira.

Mais informações sobre a greve dos policiais federais no site http://www.sinpefpr.org.br

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Paraná foi o segundo colocado em roubo e extravio de explosivos em 2011

As explosões de caixas eletrônicos continuam no Paraná, os números já superam em quase 170% os números ataques de 2011 que foi de 69 chegando a marca de 117 ataques em 2012 sendo 68 casos com a utilização de explosivos.
As explosões não param e as medidas de fiscalização não sofrem nenhuma alteração. De acordo com os dados da Divisão de Fiscalização de Produtos Controlados do Exercito de Minas Gerais, a produção de explosivos chegou 21.175 toneladas em todo o país. Desde janeiro de 2011, a força militar foi notificada com 44 casos de extravio, roubo ou desvios de explosivos em todo o país, 15 deles em Minas Gerais, o primeiro do ranking, seguido do Paraná, que registrou 10 casos. (Fonte: Jornal Estado de Minas; http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2012/08/16/interna_gerais,312075/dinamite-e-arma-ao-alcance-de-todos.shtml )
Depois do aumento do número de casos de explosões no Paraná, em março de 2012 foi realizada uma audiência Pública na Assembleia Legislativa para discutir o assunto e na ocasião o exercito confessou que a fiscalização era por amostragem e nenhum controle mais rigoroso era feito devido a falta de efetivo.

Em primeiro no ranking o exercito do estado de Minas Gerais agiu e fez uma nova portaria contra as explosões começando com plano de segurança para o transporte de explosivos, a fabricação e a venda que devem ser assinados por um responsável técnico. Até então, somente a empresa, como pessoa jurídica, era responsabilizada. As normas anteriores já previam pelo menos um vigilante e preservação de limites e distâncias de segurança para edificações, ferrovias, rodovias e outros depósitos, mas a nova regra obriga a instalação de um sistema eletrônico de monitoramento capaz de captar e gravar imagens de toda movimentação de pessoal na área de manuseio de material explosivo.

Exige, ainda, a definição de procedimentos de revista pessoal na entrada e saída desses galpões; instalação de alarmes e meios de comunicação por rede fixa, celular ou rádio com uma empresa de segurança ou órgão de segurança pública; e apresentação de um croqui com a localização das barreiras, cercas e muros. No plano de transporte, o Exército quer a especificação dos trajetos e rotas utilizadas, a quantidade de paradas, horários previstos, pessoal envolvido no deslocamento da carga explosiva e, em alguns casos, até rastreamento do veículo por satélite e escolta. O plano de segurança tem validade de um ano e deve ser seguido sob pena de pagamento de multa e cassação do certificado de registro.

Legislação alterada

A portaria altera a legislação de 2000 e foi publicada pelo Comando do Exército em Brasília em 10 de maio. As empresas e indústrias têm 180 dias para se adequar, prazo que se encerra na primeira quinzena de novembro. A partir de então, o 4° Comando Militar seguirá um cronograma de fiscalização nas empresas mineiras, exigindo o cumprimento da medida. Para as fábricas, a mudança está na comercialização de explosivos 100% rastreáveis, com chip ou código de barras, permitindo que se possa identificar a origem do material em caso de furtos, roubos e desvios.

No Paraná a assessoria de imprensa do Exército foi questionada sobre as regras para uso de explosivos no estado, manuseio e transporte, mas até o momento não se manifestou sobre o assunto.

Fonte: Sindicato dos Vigilantes de Curitiba e Região

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Brasil avança na construção do seu próprio submarino nuclear

O governo Dilma Rousseff deu luz verde para a criação da empresa estatal Amazul, destinada a fornecer o programa de energia nuclear do país para a fabricação do primeiro submarino nuclear brasileiro.
A empresa estatal Amazônia Azul Tecnologia de Defesa (Amazul), recentemente aprovada pelo Senado, terá como objetivo desenvolver e supervisionar o programa nuclear do país, e dentro do programa, desenvolver e fiscalizar a construção de um submarino movido a energia nuclear, indica a normativa aprovada.
O acordo de cooperação militar assinado com a França em 2009 converterá o Brasil no primeiro país da América Latina a contar com um submarino nuclear em sua frota, e o sétimo no mundo, depois de EUA, Rússia, China, Inglaterra, França e Índia. A transferência de tecnologia do país europeu permitirá construir um submarino nuclear de 6 mil toneladas, que poderá operar em profundidades superiores a 100 metros, com velocidade superior a 65 km por hora.
A Amazul ficará subordinada ao ministério da Defesa e terá sede em São Paulo. Seus empregados serão os que trabalham atualmente na empresa Egepron, estatal que será substituída pela nova empresa.
O ex-presidente Lula lançou as bases do projeto do submarino nuclear brasileiro. O objetivo inicial é concluir o primeiro reator nuclear em 2014 e iniciar a construção do submarino no próximo ano.

domingo, 12 de agosto de 2012

Relato de um coronel feito refém por bandidos

Irmãos Companheiros dessa viagem fantástica que é nossa vida permitam-me fazer um breve relato da ocorrência que me envolveu na última Quarta-Feira dia 01/08:
Retornava do Clube de Futebol em Mairiporã, onde realizamos tantos encontros do Grêmio Rota, chegando em casa, no Alto a Lapa, passando alguns minutos das 22:30h. Acionei o botão do remoto há pouca distância do portão da garagem, tendo observado que nenhum veículo me seguia. Entrei e logo apertei o controle para fechamento. Imediatamente vi a entrada de um veículo escuro na garagem, ao mesmo tempo que o portão basculava, sendo assim trancado.
Nesse mesmo instante vi pelo retrovisor que pessoas desceram rapidamente daquele carro avançando sobre mim empunhando armas, vi logo uma pistola apontada para minha cabeça, sendo que o indivíduo primeiro falou: "na moral...entra, entra... conduzindo-me para a entrada da casa. Nesses breves passos, juntou-se o comparsa empuhando uma submetradora com dois carregadores conectados por algum adesivo. Diante da porta, disse-lhe, não tenho a chave, tenho que chamar alguém para abrir... Então chama, porra. Com a chave do carro bati na porta com bastante força, vez que procurava com esse gesto assustar minha mulher que já deveria estar dormindo, na companhia do meu filho (11 anos). (Quando esqueço a chave, sempre chamo-a pelo celular para não incomodar o filho e sogra que também mora conosco);
Deu certo, pois vi a silhueta da minha mulher passando, mas não abriu a porta pois viu que havia a companhia de um sujeito encapuçado, fiz-lhe um gesto para que ela se afastasse. (considerem que nossa porta possue uma faixa lateral e dez centímetros de vidro duplo transparente e que, por vacilo dos marginais, a luz da garagem permanecia acesa). Visto que não abria a porta recebi várias coronhadas na cabeça, sendo que senti o sangue escorrer pelo pescoço, além de outras agressões e ameaças de morte se não conseguisse fazer abrir a porta;
Disse a eles que "meu povo estava dormindo e que usaria o telefone para chamá-los para abrir, Então chama, porra, rosnou nervoso o líder do bando (vi que além do sujeito com a submetralhadora, um terceiro também estava armado, não consegui ver o que portava). O celular estava na minha mão, comecei a digitar o número do telefone fixo da minha residência, discava uma, duas, três, até uma quarta vez, eu ouvia o telefone tocar lá dentro, quando minha sogra dizia alô, eu apertava novamente a tecla, sempre debaixo de porradas. Disse a eles que eu estava nervoso e que estava errando os números (tome porrada). Tudo fazia parte de uma breve estratégia de retardar o máximo qualquer a entrada na casa, coisa que jamais deixaria que acontecesse, custasse a minha vida.
O "mala" aí se tocou que a luz da garagem estava acesa e blasfemou entredentes "onde apaga essa luz, porra... assim descobriu que o interruptor estava ali ao lado da porta. Ficamos no escuro a partir daí. Percebi alguma movimento na rua, acredito que minha tortura estava contando já uns 15 minutos.
Ouvi uma voz no portão: "Policia" e uma luz de lanterna procurou ver algo na garagem. Vi os indivíduos vários dispararem vários tiros na direção do portão. Não entendia o que aqueles imbecis estavam fazendo, pois os policiais não haviam efetuado qualquer disparo. Não sei se foi falta de habilidade ou nervosismo o sujeito com a submetralhadora disparou alguns tiros que chegaram a atingir o teto da garagem, vi que ele fez uma inversão dos carregadores e resmungou algum coisa. O líder também atirou com a pistola que vi que era de aço inoxidável ou duralumínio e também de calibre pesado.
Após esses tiros, agarrou-me pelo pescoço e gritou: "temos refém" e outras coisa que não me recordo. Sei que o policial perguntou quantos reféns vocês têm?" - Responderam, temos um refém. Enquanto me usava como escudo tentando chegar até o carro. Resisti um pouco e como o sujeito pegou-me pela gola, fiz um movimento que ele ficou com minha camisa eu retrocedi, procurando sair da linha de tiro do confronto iminente. Daí, ouvi tiros, ainda dos bandidos e alguns do lado dos policiais, retrocedi em direção à porta de casa, seguido por um dos facínoras que deu um chute tentando abri-la, corri rente à parede chegando ao jardim. Vi que policiais desciam pelo muro e a refrega já era quase corpo a corpo. voltei à porta e gritei pelo nome da minha esposa, abre a porta... o que ela fez caí para dentro correndo para o fundo onde ficam os quartos ficando junto aos meus.
Meu filho, assustado olhava-me com os olhos arregalados, aí percebi que impressionava o sangue escorrendo pela face e pescoço, não era muito intenso, mas naquele momento era terrível para ele.
Bravos Policiais Militares, companheiros indispensáveis na hora crucial, demonstraram grande preparo e correção em ação de alto risco, louvo a minha "Eterna Rota" que como um resgate a um velho "Veterano" que dessa vez não teriam que acompanhar ao "Campo Santo".
Eu tinha certeza que Vocês viriam!
Estou pronto para partir a qualquer momento, com "Dignidade Acima de Tudo"!

Tcel PM Antonio Bezerra da Silva
Presidente do Grêmio Rota "Os Boinas Negras"
"Quem vive como herói, não morre como covarde"
Citação de José Batista de Queiroz - Gal de Brigada RR

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Gustavo acusa Luciano e causa constrangimento na campanha eleitoral

Pela segunda vez o grupo do candidato Gustavo Fruet (PDT) faz acusações infundadas ao candidato Luciano Ducci (PSB). Desta vez, o coordenador da campanha de Gustavo, o lernista Gerson Guelmann, convocou a imprensa para uma entrevista coletiva onde a maioria saiu frustrada. As acusações são infundadas. Infelizmente, esse é o tipo de estratégia onde o denunciante “atira no próprio pé”.
Leia a seguir a nota da Coligação Curitiba Sempre na Frente:

“ESCLARECIMENTO
O serviço de pavimentação do pátio do comitê de Santa Felicidade foi contratado pela Coligação Curitiba Sempre na Frente junto à empresa Carlos Camillo. Está registrado e contabilizado no comitê eleitoral e, portanto, constará da prestação de contas junto ao TRE.
Não foi utilizado nenhum bem ou serviço público municipal.
Na inauguração do Hospital do Idoso, em 19 de março, integrantes dos Conselhos Locais de Saúde e dos Distritos Sanitários foram transportados para o evento, conforme já esclarecido ao Ministério Público, que arquivou a ação.
A divulgação de vídeos pela coligação do candidato Gustavo Fruet é feita no momento em que o Ibope realiza pesquisa de campo para medir a intenção de voto dos candidatos à Prefeitura de Curitiba, em flagrante tentativa de criar fatos para tentar influenciar, de forma enganosa, a opinião pública.”
a) Coligação Curitiba Sempre na Frente


quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Café da manhã com jornais de bairros no Palácio Iguaçu

Diretores de dezenas de jornais de bairros participaram na última quinta-feira de um café da manhã no Palácio Iguaçu, a convite do governador Beto Richa e do secretário de Comunicação Social, Marcelo Cattani.
Após o café, o Secretário Marcelo Cattani falou da importância dos jornais de bairros na mídia comunitária, onde a população recebe informações locais e publica suas reivindicações. O governador Beto Richa fez um resumo das principais obras do seu governo e afirmou que é preciso valorizar os jornais de bairros, enquanto órgãos de divulgação dos anseios e interesses das comunidades.
O diretor do jornal de bairro mais antigo de Curitiba, José Gil, do Jornal Água Verde, usou a palavra para afirmar que esta foi a primeira vez em 22 anos de atividades que os jornais de bairros foram convidados a tomar café no Palácio: “isso mostra que o governador Beto Richa valoriza a imprensa comunitária e a informação nos bairros”.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Jaime Lerner tem dinheiro bloqueado pela Justiça

O ex- governador do Paraná Jaime Lerner teve dinheiro bloqueado de contas e ativos financeiros. O valor é referente ao pagamento de honorários advocatícios de um processo de 2001, envolvendo como réus a Copel, Lerner, funcionários da Copel, o Estado do Paraná, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a Companhia de Interconexão Energética (Cien). A ação proposta em 2001 foi deferida nesta última sexta-feira, pelo juiz federal Dineu de Paula, da 6ª Vara Federal Cível de Curitiba. A justiça entendeu que o contrato com a empresa argentina – Cien possuía cláusulas desvantajosas à Copel.
Enquanto o ex-governador responsável pelo maior rombo das contas públicas do Paraná – a liquidação do Banestado – tenta posar de bonzinho na mídia domesticada, o candidato Gustavo Fruet (PDT) indicou como coordenador-geral de sua campanha o braço direito de Lerner, o sionista Gerson Guelmann, e jantou com Lerner e Saul Raiz.
Fruet pode ter sérios problemas com essas estratégias: a esquerda não engole a aliança com Lerner, assim como a direita não engole a aliança com o PT.

Produtos transgênicos ameaçam a humanidade

Investigação conjunta realizada por cientistas da Associação Nacional de Segurança de Genes (Rússia) e do Instituto de Problemas de Ecologia e Evolução descobriu que hamsters alimentados com soja transgênica (GM) não pode reproduzir depois de três gerações.
“Nós trabalhamos com quatro grupos de hamsters: um grupo alimentado com soja transgênica e outro alimentado com soja não-transgênica, um terceiro e quarto grupo com maior quantidade de soja transgênica", disse o biólogo Alexei Surov. Depois de alimentar os hamsters por dois anos, a terceira geração apresentou resultados devastadores. Foram encontrados problemas perigosos naqueles que ingeriram apenas soja transgênica e, particularmente naqueles com dietas mais altas de transgênicos. Constatou-se também um crescimento mais lento e uma alta taxa de mortalidade entre os seus descendentes. Em outro estudo similar na Rússia, os pesquisadores descobriram um crescimento retardado em animais, mortalidade alta entre os jovens, e até mesmo o crescimento de pelos no interior da boca dos hamsters. Cientistas da França, Áustria, EUA e Índia também realizaram experimentos com ratos, porcos e vacas, e também confirmaram o perigo real ou potencial dos produtos geneticamente modificados na saúde humana, animais, plantas e, especialmente, no meio ambiente.

"Frankenstenianos experimentos"
As corporações transnacionais da indústria GM Monsanto, Dow Agroscience, Pioneer, Syngenta, entre outros, promovem o consumo de alimentos geneticamente modificados e ignoram constantemente as pesquisas de especialistas que se opõem à liberação de organismos geneticamente modificados (OGM). Especialistas dizem sobre o assunto que as transnacionais iludem os consumidores de sementes geneticamente modificadas, sem saber como eles afetam a saúde, porque o único objetivo das empresas do setor é o lucro.
"A ganância de um grupo de poder mundial está levando ao caos da saúde", diz o professor de biotecnologia Alejandro Romero.
Especialistas pediram esses experimentos com milho transgênico ou outros produtos GM (transgênicos)"sementes Frankenstein", enquanto aquelas destinadas ao consumo humano ou animal são consideradas "experiências frankenstenianas."
"Milhões morrem a cada ano sem saber se é devido aos pesticidas, sementes modificadas ou alimentos fabricados a partir de sementes geneticamente modificadas ou impregnados com venenos que matam ou causam esterilização humana", disse Romero.
Nos últimos anos aumentou muito o número de pessoas inférteis, que recorrem a tratamentos para conseguir gerar filhos, mas a mídia e os governos não revelam que por trás desse problema está a ação nefasta dos produtos geneticamente modificados, consumidos pela população sem nenhum tipo de alerta.

Fonte: RT

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Lernista assume coordenação da campanha de Gustavo Fruet

Ao assumir a coordenação da campanha de Gustavo Fruet (PDT) a prefeito de Curitiba, o ex-chefe de gabinete e ex-secretário de Jaime Lerner, Gerson Guelmann, coloca em cheque a filosofia petista. Guelmann é considerado porta-voz e braço direito do ex-governador Jaime Lerner, aquele que liquidou o Banestado deixando um rombo de 19 bilhões nos cofres públicos do Paraná. Tentou vender a Copel e a Sanepar. Criou alguns dos pedágios mais caros do país no Paraná. Foi condenado pelo juiz da 3.ª Vara Federal Criminal de Curitiba, Nivaldo Brunoni, a três anos e seis meses de detenção, em regime inicial aberto, e ao pagamento de 96 dias-multa, sob acusação de favorecimento indevido à concessionária de rodovias Caminhos do Paraná.
Gerson Guelmann é sionista militante, um “estranho no ninho” do PT que sempre apoiou a Causa Palestina.
Gustavo corre o risco de ser crucificado pela direita – por coligar com o PT – e pela esquerda – por entregar sua campanha a um lernista, ou ao grupo de Jaime Lerner.