quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Saúde: Quero ver por a mão na hélice agora, diz Caputo



Hoje em Curitiba, na entrega de duas aeronaves para resgate médico, o secretário estadual de Saúde, Michele Caputo, provocou os adversários que duvidaram do funcionamento do plano aéreo de resgate de urgência e emergência."Teve adversário que pegou um aviãozinho de açúcar e bateu em cima dizendo que era brincadeira de criança. Quero ver agora por a mão na hélice, mas é com ela funcionando", disse Caputo.

"Se o Paraná fosse comprar um avião já equipado com UTI, teríamos que esperar pelo menos um ano e meio. A saúde do Paraná tem pressa e precisa de uma resposta rápida do poder público. Esse serviço já fez oito atendimentos importantes. Um queimado grave de Telêmaco Borba, um queimado de Cornélio Procópio. Amanhã leva uma criança para fazer uma cirurgia do pulmão em Porto Alegre, trouxe um paranaense oncológico de Barretos (SP). Trouxe uma criança pra ser atendida em Francisco Beltrão. O que mostra a importância de salvar vidas e já temos mais de 700 deslocamentos aéreos em três anos contra nove dos oito anos do governo anterior", disse Caputo.

"Esse é o Paraná da verdade, esse é o Paraná dos resultados, esse é o Paraná que trabalha, esse é o Paraná que traz mais saúde pra nossa gente. E é esse o Paraná que vai continuar", completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário