terça-feira, 25 de março de 2014

Deputados repudiam discriminação ao PR


A discriminação ao Paraná por parte do governo federal, relatada hoje na Gazeta do Povo, provocou uma série de debates na sessão de hoje na Assembleia Legislativa. Cinco deputados - Ademar Traiano (PSDB), Élio Rusch (DEM), Wilson Quinteiros (PSB), Luiz Claudio Romanelli (PMDB) e Stephanes Junior (PMDB) - consideram injusta o bloqueio de empréstimos, que superam R$ 2,8 bilhões, na Secretaria do Tesouro Nacional.

A manchete do jornal diz que o Paraná é o ‘Estado com o menor número de empréstimos federais’ e esclarece que os problemas do estado, para liberar recursos começaram no segundo semestre de 2011. “Acontece que essa data coincide justamente com o momento em que Gleisi Hoffmann tomou posse na Casa Civil, em 8 de junho de 2011”, disse Traiano.

Elio Rusch afirmou que “Gleisi atira no governador Beto Richa, mas acerta na população do Paraná”. Romanelli enfatizou que “os números demonstram a profunda discriminação do governo federal ao Paraná”. Ele citou Santa Catarina, que recebeu R$ 9,6 bilhões e o Rio Grande do Sul, que tem as finanças públicas em situação pior que a nossa e mesmo assim recebeu R$ 4,8 bilhões. “E o Paraná só recebeu R$ 863 milhões”, comparou.

Stephanes Junior demonstrou indignação. ”O PT acha que ganha a eleição no Paraná sacaneando o estado, com a Gleisi segurando os recursos de empréstimos. Se não fosse ela, os recursos já estariam no Paraná, fomos muito prejudicados com a presença da Gleisi na Casa Civil”. Quinteiro também condenou a perseguição ao Paraná e disse que os paranaenses não podem ficar calados diante dessa postura inaceitável da senadora de trabalhar para inviabilizar obras importantes para o Estado.

Traiano disse que "a matéria foi toda elaborada com base em dados oficiais e comprova todas as denúncias que fizemos”. "Gleisi acredita que deixando o Paraná sem recursos financeiros facilitaria seu projeto de chegar ao governo do Paraná. A senadora, alucinada pela ambição de chegar ao poder, não se dá conta dos prejuízos imensos que está causando ao povo do Paraná. Ou, se percebe o mal que faz ao Paraná, não se importa”.

O deputado tucano disse o governo do Paraná nunca discriminou prefeitos do PT e espera que Gleisi mude de atitude. Ele fez um apelo para que os deputados do PT se mobilizem para liberar os recursos que o estado precisa. “Um político não pode apostar no quanto pior melhor nem ambicionar o poder a qualquer preço. Assisto o governador Beto Richa distribuir recursos a prefeitos do PT toda a semana. Não dá para aceitar essa guerra de extermínio que a senadora move contra o Paraná”.

Traiano destacou que as digitais de Gleisi ficaram visíveis também quando se analisa que outros estados governados pelo PSDB tiveram empréstimos liberados. “O que esses estados não tinham era uma ministra e uma senadora jogando sujo contra os interesses da sua população”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário