quinta-feira, 13 de setembro de 2012

QUADRILHA DE ASSALTANTES É PRESA APÓS CONFRONTO COM POLICIAL MILITAR NO LITORAL



Parabens aos Policiais Militares

Na noite de domingo, por volta das 21h00min, se aproveitando da intensa movimentação de de turistas que se dirigiam à Capital do Estado por ocasião do final do feriado de 07 de setembro, uma quadrilha de assaltantes adentrou a um estabelecimento comercial no centro e Matinhos e deu voz de assalto no caixa. Um Policial Militar de folga que se encontrava nas proximidades desconfiou da ação logo de início e resolveu acompanhá-los no interior da loja.

Ao avistar um dos marginais mostrando uma arma ao atendente do caixa, também sacou de sua pistola e deu voz de prisão, sendo surpreendido por outros comparsas que logo abriram fogo em sua direção, se iniciando uma intensa troca de tiros entre o Policial Militar e quatro assaltantes, os quais acabaram fugindo sem levar o dinheiro.
Um dos marginais foi morto no confronto e um saiu ferido quando ainda tentava alvejar o Policial, já no lado de fora do estabelecimento. Já o Policial Militar foi ferido com três disparos mas não corre risco de morte.

De imediato, equipes de serviço e Policiais Militares de folga iniciaram as buscas aos marginais na tentativa de localizá-los, porém, o trânsito intenso de veículos dificultava sobremaneira as diligências. No bolso do marginal morto no confronto foi encontrada uma identidade em nome de DAIANE DE JESUS MACHADO, e um recibo de pagamento de uma Pousada, com entrada no dia 07 de setembro e saída já no dia 08. Assim, inicialmente as buscas seriam concentradas em torno dessa identificação e do seu endereço na região metropolitana de Curitiba (Almirante Tamandaré). Após a saída da Pousada, se descobriu que se hospedaram um um sobrado no bairro próximo ao centro de Matinhos, onde permaneceram até a data do assalto.
Por volta de 02h15min, o Pronto Socorro de Antonina informou à Polícia Militar local que uma pessoa do sexo masculino havia dado entrada com um ferimento por arma de fogo mas que teria sido vítima de uma discussão naquela localidade.
De imediato se desconfiou se tratar do marginal ferido no confronto, onde equipes de Matinhos e Paranaguá se dirigiram à localidade para reforçar o apoio a Antonina.
Já entrada da cidade, um veículo FORD KA de cor preta, placas ART 7310, de Campo Largo, foi abordado e no seu interior foram localizadas três mulheres e dois homens, um deles com ferimento na perna esquerda. De posse das fotos das câmeras de segurança, logo foi possível identificar duas das mulheres que participaram do assalto e o marginal ferido. A outra mulher e a segunda pessoa do sexo masculino se tratavam da mãe e irmão do marginal, os quais haviam se deslocado ao Pronto Socorro para acompanhar os curativos.
Durante a revista aos pertences no interior do veículo foram encontrados na bolsa de DAIANE DE JESUS MACHADO, 24 anos, moradora em Almirante Tamandaré. a qual já contava com passagem por tráfico de entorpecentes, dois tabletes de maconha que totalizaram 160g (cento e sessenta gramas) e já era o alvo das buscas iniciais.
Sua comparsa na tentativa de roubo foi identificada como sendo DAYANA PAULA DA SILVA, 20 anos, moradora no Bairro Alto, em Curitiba, e o marginal ferido inicialmente se identificou como sendo FERNANDO DE ARAÚJO CINTRA mas nos levantamentos do sistema informatizado, já no município de Matinhos, descobriu se tratar de WESLEY DE OLIVEIRA, 23 anos, morador em Pinhais.
A mãe de WESLEY foi liberada ainda em Antonina, porém, no quintal de sua propriedade foram localizadas as roupas que WESLEY usava durante o assalto. Seu irmão, por se tratar de adolescente, foi encaminhado para a Delegacia de Matinhos onde foi ouvido e liberado por confessar detalhes da movimentação da quadrilha.
Ao final, a droga, o veículo FORD KA e os detidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Matinhos para as providências pertinentes. Uma arma e o marginal morto ficaram ao encargo da Polícia Científica.
Outros três integrantes da quadrilha já foram identificados e com os quais se encontram as três armas de fogo restantes, sendo apenas uma questão de tempo para as respectivas prisões.
De toda a ação, se destaca a iniciativa do Policial Militar que confrontou os marginais, não se omitindo em nenhum momento de seu dever como Agente do Estado, muito pelo contrário, as imagens das câmeras de segurança mostram que a todo momento revidou aos disparos de quatro armas e acertou o último assaltante quando também já estava ferido e caído na calçada já do lado de fora, quando o mesmo marginal também procurava atingi-lo antes da fuga. Graças a esse marginal ferido, foi possível a prisão da maioria dos integrantes desta quadrilha, sendo a quinta tirada de circulação no litoral do Estado em pouco mais de um ano, a terceira em quase três meses.

Cap PM CESAR KAMAKAWA
Cmt da 2a Cia PM - 9o BPM - 6o CRPM

Nenhum comentário:

Postar um comentário