sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Educação: Governo investirá R$ 120 milhões em escolas da região de Curitiba

Recursos serão aplicados em 21 municípios da RMC para a construção e ampliação de novas unidades, além da implantação de quadras cobertas

Governo do Estado programa investir cerca de R$ 120 milhões, nos próximos dois anos, para a construção e ampliação de escolas em 21 cidades da Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O orçamento – que conta com recursos da União - contempla também a construção de quadras cobertas.

Apenas em 2013, a Secretaria de Estado da Educação destinará quase R$ 500 milhões para obras e infraestrutura nas escolas do Estado. Atualmente, em todo o Paraná, estão em construção 38 novas escolas, com previsão de entrega ainda para esse ano.

O anunciou foi feito nesta semana pelo governador Beto Richa, no município de São José dos Pinhais, durante a inauguração do novo prédio do Colégio Estadual Tarsila do Amaral, que também recebeu investimentos do governo estadual para sua ampliação e passou a ter capacidade para atender 700 alunos. “A educação é um instrumento de emancipação humana e social. Quando ela vai bem, as demais áreas seguem o mesmo caminho”, disse.

O governador anunciou a construção do colégio estadual Colônia Malhada no município. O lançamento da licitação para construção deverá acontecer nos próximos dias. O orçamento já está confirmado e as obras devem iniciar ainda este ano. O Estado também executará obras de ampliação do Colégio Eunice Borges e a construirá quadras cobertas nas escolas Costa Viana e Chico Mendes, que também passará por uma reforma geral.

“São José tem sido contemplada com grandes investimentos no setor industrial e produtivo, mas nada é mais importante do que investimentos na educação. O governador, sensível a nossa necessidade, anunciou mais escolas para atender nossos jovens”, disse o prefeito do município, Luiz Carlos Setim.

NÚCLEO SUL - O total de investimentos para o Núcleo Regional de Educação da Área Metropolitana Sul somará R$ 60 milhões. O núcleo inclui os municípios de Araucária, Balsa Nova, Campo Largo, Campo Tenente, Contenda, Fazenda rio Grande, Lapa, Piên, Quitandinha, Rio Negro e Tijucas do Sul.

Em Campo Largo, está prevista para março a inauguração do Colégio Estadual Geraldina na Mota. O município ganhará um Centro Estadual de Educação Profissional e uma nova unidade do Colégio Estadual Casimiro Karman, que terá as obras iniciadas nesse ano. Nos colégios estaduais São Pedro e São Paulo serão construídas quadras cobertas.

Em Tijucas do Sul, o Colégio Estadual Francisco Camargo será ampliado e, em Fazenda Rio Grande, será construído um Centro Estadual de Educação Profissional. Em Araucária, serão ampliadas as instalações do Colégio Estadual Júlio Shimanski. O investimento nessa obra é de quase R$ 1 milhão.

NÚCLEO NORTE - Para o Núcleo Regional da Área Metropolitana Norte serão destinados cerca de R$ 58 milhões, também para a construção e ampliação de novas escolas, além da viabilização de quadras cobertas. Fazem parte do núcleo os municípios de Adrianópolis, Almirante Tamandaré, Campina Grande do Sul, Campo Magro, Colombo, Itaperuçu, Pinhais, Piraquara e Rio Branco do Sul.

Colombo está entre as cidades que terão novos equipamentos. No município será construída uma nova unidade do Centro de Educação Colombo\Grande Guaraituba. O Colégio Estadual Genésio Moreschi será ampliado e outros cinco colégios estaduais terão quadra coberta – Dom João, Bosco, Helena, Kolody, João de Camargo, Plínio Tourinho e Raulino Costacurta.

Em Almirante Tamandaré está em construção um Centro Estadual de Educação Profissional e a Escola Estadual Rosa Johnson será ampliada. Também está prevista a construção de uma nova unidade da Escola Estadual Jardim Apucarana.

Em Piraquara, a Escola Estadual Professora Rosilda de Souza Oliveira terá quadra coberta. Também estão planejadas para o município novas unidades da Escola Estadual Indígena Mbya Arandu, e das escolas estaduais de Guarituba e do Jardim Holandês.

PARANÁ – Neste ano, a Secretaria da Educação destinará quase R$ 500 milhões para obras e infraestrutura nas escolas da rede estadual. Atualmente estão em construção 38 novas colégio, com previsão de entrega até dezembro de 2013. Somados aos novos projetos já licitados ou em elaboração, o Paraná terá 82 novas escolas em construção em 2013, em várias regiões do Estado.

Do total das novas obras, 22 são específicas para o ensino profissionalizante. Doze delas estão quase prontas e seis já licitadas. Das novas construções, 15 serão com recursos próprios do Estado. Nesse pacote estão três escolas em Curitiba: Ganchinho, Moradias Itaqui e Moradias União. Outras duas na região metropolitana, em Piraquara e São José dos Pinhais (Colônia Malhada).

Além da construção de novas escolas, a secretaria destinará recursos descentralizados para reparos. Em 2013 serão beneficiadas 500 escolas com verbas de até R$ 150 mil por escola. Nessa modalidade, a comunidade escolar define as prioridades e aplica os recursos naquilo que foi decidido em comum acordo. Cerca de 100 escolas especiais do Paraná também receberão recursos descentralizados para reformas e custeio.

Com recursos próprios, o Governo do Paraná fará ainda ampliações em 52 escolas e colégios estaduais. Outras 20 unidades serão ampliadas com recurso federal.

TECNOLOGIA - A Secretaria da Educação continuará investindo novos equipamentos para as escolas. Outra meta é levar internet em banda larga e sem fio para dentro das salas de aula de todas as escolas da rede estadual. Com o sistema (Wi-Fi), cada sala de aula de aula terá um computador com projetor multimídia integrado, que permitirá ao professor projetar conteúdos educacionais em qualquer superfície, como uma lousa digital.

Outra facilidade que a tecnologia trará para os professores é o registro de classe e o lançamento de notas on-line, além de consultar livros e outros conteúdos digitais. A secretaria já começou a capacitação de técnicos e multiplicadores que repassarão o conhecimento aos professores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário