sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Richa assina contratos para a construção de novos presídios



O governador Beto Richa e a secretária estadual da Justiça, Maria Tereza Uille Gomes, assinaram nesta quinta-feira (23) os primeiros contratos de obras que irão ampliar o sistema carcerário do Paraná e acabar de vez com os problemas de superlotação. Foram assinados contratos com quatro empresas, responsáveis pela construção das novas cadeias públicas de Campo Mourão, Guaíra e Piraquara; dos Centros de Integração Social de Piraquara e Foz do Iguaçu I; e da ampliação da Penitenciária Estadual de Ponta Grossa.

“Estamos resolvendo um problema que se acumula há décadas no Paraná e que outros governos não fizeram a sua parte. Nossa meta inicial, prevista no plano de governo, era a transferência de seis mil detentos custodiados de forma irregular em delegacias para o sistema prisional. Estamos trabalhando além deste compromisso e, em três anos, já transferimos mais de sete mil presos para as penitenciárias.”, disse o governador.

São 20 projetos no total que vão abrir 6.670 novas vagas no sistema prisional paranaense. Serão construídas seis cadeias públicas (2.292 vagas para presos provisórios), seis novos Centros de Integração Social (1.296 vagas para presos de regime semiaberto) e ampliação de oito unidades (3.082 vagas para regime fechado).

Os contratos para as demais obras serão assinados nos próximos dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário