domingo, 25 de maio de 2014

Polícia prende secretária de Zeca Dirceu por fraude na Caixa Econômica Federal


Ontem, duas mulheres foram presas em flagrante pela Polícia Civil em Umuarama. Ambas são suspeitas de aplicar golpe de R$ 30 mil na Caixa Econômica Federal. O crime será investigado pela Polícia Federal. Uma delas, Lucy Mary Silvestre Esteves, é secretária parlamentar do deputado Zeca Dirceu (PT-PR) e trabalha como recepcionista no escritório político do deputado em Umuarama.
Lucy está nomeada na Câmara dos Deputados, por Zeca Dirceu, desde abril de 2013 e seus vencimentos não chegam a R$ 1 mil. À Polícia, a assessora de Zeca Dirceu disse que não é a primeira vez que pratica esse tipo de golpe. Lucy e sua filha, também envolvida no esquema, foram transferida para a delegacia da PF na cidade de Guaíra.
Não é o primeiro assessor de Zeca Dirceu que se envolve com problemas na Justiça. Semanas atrás, seu coordenador político, José Cícero Laurentino, ficou preso por várias dias por atrasar pagamentos de pensão alimentícia.
No caso da fraude na Caixa, Lucy e sua filha são acusadas de falsificar um alvará que permitia sacar R$ 30 mil de uma conta judiciária na Caixa Econômica de Umuarama. Lucy fez três transferências: uma delas para conta da filha, que é funcionária do Fórum de Alto Piquiri. A suspeita é de que a filha de Lucy facilitou os acessos à assinatura do juiz para falsificá-la e também repassado informações sigilosas acerca de valores disponíveis na conta.
Depois que o juiz negou ter assinado o documento, a gerência da agência entrou em contato com a Polícia Civil, que prendeu Lucy quando saía do banco. Além do dinheiro disposto nas três contas havia uma quantia em espécie em poder da falsária. Após a prisão dela, a filha da detida foi checar o que havia acontecido com a mãe e também foi presa em flagrante.
Informalmente, Lucy disse aos policiais civis que já havia aplicado o golpe noutras vezes, no entanto, desta vez, a fraude foi percebida e as transferências suspensas pela Caixa. A dupla foi encaminhada para a Polícia Federal, que a partir de agora assume as investigações devido ao envolvimento com o banco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário