terça-feira, 21 de abril de 2015

Com tantos citados, porque só Vaccari foi preso?


Com tantos citados na Lava Jato, somente foi preso o tesoureiro do Partido dos Trabalhadores, que além de tudo, foi preso sem provas jurídicas e apenas com base em delações

Por Jorge Kokay - M.Portal

A operação Lava Jato vive uma situação dramática, há quem diga que Moro seja um perseguidor do Partido dos Trabalhadores, incentivado por setores da oposição e da mídia.
O que sabemos, é uma unica verdade: tantos citados, todos soltos, apenas um preso: Vaccari, o tesoureiro do PT acusado pelos delatores, sem nenhuma base jurídica, de ter participado do esquema de corrupção.
Vaccari foi preso na última quarta-feira com base nas delações dos corruptos que desviaram dinheiro de estatais e delatam políticos em "discursos" para o Juiz Sérgio Moro.
Petista foi acusado de receber doações para o PT oriundas de propinas pagas por empreiteiras para a obtenção de contratos com a Petrobras.
Segundo o Ministério Público Federal, o tesoureiro do PT tinha conhecimento da origem ilícita das doações.
Mas uma observação pouco destacada, é que tesoureiro do PT foi preso com base apenas nas palavras dos delatores, e sem provas ou base jurídica. O que seria um crime judicial praticado pelo Juiz Sérgio Moro.
O Partido defende que tesoureiro não teria participado de nenhum esquema, e se quer recebido algum dinheiro ilícito pessoal ou pela sigla.
O que nos deixa a conclusão de que Sérgio Moro deve uma explicação sobre o caso.

Por que só o PT?

Tesoureiros de vários partidos, como PSDB, PMDB, DEM, entre outros... também receberam dinheiro das empresas citadas na Lava Jato. Mas apenas o petista João Vaccari foi preso.
Uma pergunta popular que bombou essa semana nas redes, fica no ar: #ExplicaMoroPorqueSóPT.
Tesoureiro, segundo o MPF teria recebido dinheiro ilícito, porém não apresentou provas para basear a prisão de Vaccari. Pois, como já definido pela PF, a prisão dele foi baseada em delações.
Mas ora, tantos políticos de tantos partidos foram citados nas delações. Inclusive o ex-candidato a presidência pelo PSDB, senador Aécio Neves. Todos estão soltos. Por que dois pesos duas medidas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário