quinta-feira, 16 de abril de 2015

Talento circense em praças públicas: Artinerant´s


As melhores surpresas para a vida cultural de Curitiba, Morretes, Antonina e Paranaguá, na semana passada, foram as apresentações do Artinerant´s (Daniel Pedro e Maíra Campos) em praças públicas. Eles são os vencedores do Prêmio Funarte de Artes de Rua.
Na praça Santos Andrade, em Curitiba, mais de 400 pessoas assistiram a apresentação, que seguiu para Morretes, Antonina, Paranaguá e Registro (SP).
A turnê conquistou a todos com humor da melhor qualidade, como há muito tempo não se via. As pessoas que tiveram a oportunidade de assistir alguma das apresentações viveram momentos de alegria, surpresa, humor e apreensões. O malabarismo de Maíra Campos na corda bamba não apenas deixa as pessoas apreensivas, mas praticamente hipnotizadas.
Daniel Pedro é um ator e malabarista dos melhores. Suas expressões faciais são marcantes e nos remetem aos personagens de desenho animado de Disney. O público infantil nas apresentações foi ao delírio.
Apesar de mostrar uma arte circense em praça pública, a montagem do espetáculo é profissional e refinada. As luzes e trilhas sonoras funcionam sem intervalos e surpreendem a todos pela excelente qualidade, bom gosto e versatilidade.
Esperamos que eles retornem em breve para alegrar nossas cidades.
A seguir publicamos entrevista com Daniel Pedro e Maíra Campos.

Como surgiu o Artinerant´s ?
O Artinerant’s - arte em movimento - surgiu da parceria entre Daniel Pedro e Maíra Campos que trabalham juntos desde 2003, quando fundaram, com mais sete artistas, o Circo Zanni, dirigido por Domingos Montagner. Desde então o Circo Zanni realizou temporadas com espetáculos inéditos anualmente. Deste contato surgiu uma parceria, e os dois criaram um trabalho juntos, com uma nova identidade, cujo objetivo principal é levar a arte circense às ruas.
Artinerant’s pretende reafirmar o circo como linguagem milenar das artes cênicas que privilegia a diversão para trazer a reflexão sobre a realidade; a encenação de rua representa a liberdade artística, demonstrando uma nova função de uso dos espaços públicos e abertos, como que reivindicando assim novos usos e apropriações, com o objetivo de torná-los mais democráticos e inclusivos; a gratuidade é o que proporciona o contato do artista com o público heterogêneo e isso é de grande valia: o principal combustível do espetáculo é o diálogo estabelecido em cena entre artistas e o público espectador.

Quais sãos os integrantes e suas funções?
O Grupo é composto por dois atores, Daniel Pedro e Maíra Campos, sócios fundadores . Uma produtora executiva, Marina Felipe Ferreira. Um iluminador e operador de som, Paulo Souza, e um contra-regra, Wagner Lopes.
No dia a dia da cia, Daniel e Maíra se dividem entre ensaios e escritório. Marina trabalha com o Grupo desde o inicio do projeto, os três juntos elaboram e dão vida ao grupo. 

Como foi receber o Prêmio Funarte de Artes de Rua 2014?
 Cada projeto tem sua importância e sua função dentro da trajetória do grupo. O Prêmio Funarte de Artes de Rua tem um papel fundamental nesta história, por que através dele é possível ir mais longe e levar o espetáculo a cidades que não tem muita acessibilidade e que estão fora do polo cultural centralizado nas grandes capitais.

Fale sobre as apresentações em cidades do Paraná.
Fomos muito felizes nas apresentações no Paraná. Na cidade de Curitiba tivemos o nosso recorde de publico no dia 01/4 na Praça Santos Andrade, cerca de 400 pessoas assistiram o espetáculo.
Em Paranaguá, Morretes e Antonina ficamos surpreendidos com o interesse da população. Principalmente em Antonina, a mobilização foi grande para driblar as dificuldades e trazer o publico para a praça.
Ficamos com vontade de voltar e nos incluir em outras atividades das cidades.

Quais sãos os projetos neste ano?
Este ano vamos participar do Festival Circus do Sesc São Paulo, de um circuito municipal em teatros de São Paulo e realizar a segunda etapa do Prêmio Funarte Artes de Rua que contempla 4 cidades do Sul de Minas Gerais: Caxambu, São Lorenzo, Três Corações e São Tomé das Letras -  no segundo semestre de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário