segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Muamar Kadafi pode estar vivo



A mídia ocidental está calada diante da nova fotografia de Muamar Kadafi divulgada nos meios de comunicação da Resistência Líbia. A foto mostra um Kadafi envelhecido, porém forte, que estaria coordenando ações da resistência em diversas cidades líbias na luta pela libertação do país.
Semanas antes do final da guerra de ocupação da Líbia, o porta-voz do governo da Jamahiriya Líbia, Musa Ibrahim, assegurou que "Kadafi estava em um lugar seguro, onde ninguém poderia pegá-lo."


Para esclarecer qualquer dúvida sobre a morte de Kadafi, o governo fantoche da Líbia (dominado pelas potências colonialistas) enviou material genético para o Laboratório de DNA de Sarajevo (ICMP) através de um relatório totalmente confidencial. O resultado chegou na semana passada e está sendo mantido em sigilo absoluto. O relatório final de análise de DNA do coronel Muamar Kadafi" revela que não corresponde com o DNA de seu filho Mutassim Kadafi - diz o ICMP de Sarajevo, o maior centro do mundo para análise de DNA.
Uma vez que o DNA do corpo apresentado como o de Muamar Kadafi não corresponde ao do corpo apresentado pela imprensa ocidental, a única resposta possível é de que o corpo martirizado pelos mercenários em Sirte seria de um sósia de Kadafi.
Para complicar ainda mais a versão oficial do martírio de Kadafi, a Resistência Líbia apresentou uma fotografia que segundo eles seria recente, do líder internacionalista, para alegria de todos os combatentes que lutam para expulsar do território líbio os mercenários e militares estrangeiros que invadiram o país para roubar petróleo.

Para maiores informações sobre a luta da Resistência Líbia visite o site www.mathaba.net



Mulher casada iria fazer o primeiro programa como prostituta mas deu errado


Querendo ganhar dinheiro, uma mulher casada que mora em Blumenau, interior de Santa Catarina, resolveu virar garota de programa. Para tentar conseguir clientes ela publicou anúncio no jornal, com nome e celular diferente, para o marido não desconfiar. A primeira ligação ocorreu justamente no horário de trabalho do marido, motivo para ela pular de alegria e correr para os braços do primeiro cliente, já pensando na grana que iria ganhar.
Mas o primeiro cliente foi justamente o marido, que viu o anúncio nos Classificados do jornal e telefonou, sem saber que se tratava da sua esposa.
O encontro foi marcado em um galpão abandonado. O cliente foi exigente pedindo para que a garota entrasse no local seminua. Quando a mulher chegou ao local, que tirou parte da roupa e entrou no galpão, viu que o cliente era o seu marido e começou a confusão.
O marido – quase traído – correu atrás da sua esposa, com um pedaço de ferro na mão, mas ela foi mais rápida, pulou várias cercas, e conseguiu escapar.
Ao conversar com a repórter, a mulher lamentou o episódio admitindo ser muito azarenta, e disse que não serve sequer para ser garota de programa. “Outra vez tentei conseguir um amante pela Internet mas o cara era o meu pai. Nunca tive sorte na vida”, contou a nossa repórter.

Publicado no jornal Gazeta do Santa Cãndida

domingo, 16 de dezembro de 2012

COM 56,7% SERRAGLIO É ELEITO PRESIDENTE DO PMDB



O deputado federal Osmar Serraglio foi eleito presidente do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) do Paraná neste sábado (15). A chapa “PMDB para todos”, venceu a chapa “Sempre PMDB”, liderada pelo senador Roberto Requião, por 289 votos de delegados contra 220 e um voto branco. Com o resultado, a chapa vencedora indicou 38 dos membros do diretório estadual, contra 28 do adversário. Estes membros, mais quatro ex-presidentes da legenda que são considerados integrantes “natos”, elegeram o restante da Executiva estadual do partido. A Executiva terá a missão, em 2014, de decidir os rumos do PMDB nas eleições estaduais. Segundo Osmar Serraglio o partido pretende viabilizar candidaturas próprias para as disputas de 2014 – para Governo, Senado, Câmara e Assembleia Legislativa. “. Com essa vitória nós queremos organizar o PMDB aqui e no interior” disse Serraglio.
Em entrevista o ex-governador Orlando Pessuti disse que vai colocar o seu nome à disposição do PMDB. “Se o PMDB entender que Orlando Pessuti deva ser o candidato a governador, eu tenho disposição para isso - já tinha em 2010. Mas se o PMDB entender que a mim cabe uma candidatura ao Senado, também estarei à disposição do partido”, afirmou Pessuti. O senador Sérgio Souza também defende candidatura própria, tanto em 2014 quanto nas eleições municipais de 2016. “Nós queremos um PMDB para todos, plural e democrático, aonde não tenha dono. Partido não pode ter dono, partido tem que ter companheiros, filiados, militantes”, disse Sérgio Souza.

Confira como ficou a Executiva do PMDB-PR

Osmar Serraglio (presidente), Nereu Moura (1º vice-presidente), Luiz Claudio Romanelli (2º vice), Stephanes Jr. (3º vice), Orlando Pessuti (secretário geral), Emerson Antoniolli (secretário-adjunto), Jonas Guimarães (tesoureiro), Luiz Eduardo Cheida (2º tesoureiro), Sergio Souza (1º vogal), Waldyr Pugliesi (2º vogal), Rodrigo Rocha Loures (3º vogal), Caíto Quintana (4º vogal), Ademir Bier (1º suplente), Alexandre Curi (2º suplente), Doático Santos (3º suplente) e Cesar Seleme (4º suplente).

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

A fazenda do filho de Lula: verdade ou boataria?



Na internet, circula o boato de que o filho do presidente Lula comprou uma megafazenda. Verdade? Confira a seguir e saiba tudo

E-MAIL APÓCRIFO: mensagens como as que circulam na rede, a exemplo da ‘compra da fazenda por Lulinha’, viraram moda em todo o País

Não é de hoje que se conhece o ditado de que “cada um que conta um conto, aumenta um ponto”. E, como o brasileiro gosta de uma boa história, algumas mentiras se tornam verdades, às vezes até mais divertidas do que a própria realidade. Nem mesmo o mundo rural está livre das boatarias que hoje percorrem o mundo em mensagens eletrônicas via internet. Todas, é claro, sem a identificação da autoria.
Quem sentiu na carne os efeitos de um boato bem contado foi o criador de nelore puro de origem José Carlos Prata Cunha, dono de terras em Valparaíso, interior de São Paulo. Circula na internet um e-mail que conta a história de uma fantástica operação em que o filho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o “Lulinha”, teria comprado a sua principal área, a Fazenda Fortaleza, por R$ 47 milhões. “Isso é tudo bobagem, nunca vendi minha fazenda e, na verdade, nem oferta cheguei a receber”, esclarece Prata Cunha à Dinheiro Rural. “Tratamos isso como piada”, reforça Leonardo Badra, sócio de Fábio Luís na empresa de jogos eletrônicos Gamecorp.

Fonte: http://www.pragmatismopolitico.com.br

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Mortalidade materna cai 21% em 2011 e é a menor já registrada no Paraná



O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, anunciou nesta terça-feira que o Paraná registrou no ano passado seu menor índice de mortalidade materna. Foram 51,67 mortes de mães para cada 100 mil crianças nascidas vivas. Os dados foram fechados neste mês, com a investigação de todos os casos de mortes maternas notificados. Em relação ao número registrado em 2010 (65,77), a redução foi de 21,4%.

Segundo Caputo Neto, a queda é reflexo do processo de qualificação dos hospitais de referência no Estado, iniciado no ano passado. A previsão é que a taxa caia mais nos próximos anos. “Com a ampliação do HospSus (programa de apoio aos hospitais públicos e filantrópicos do SUS do Paraná), o fortalecimento da atenção primária e a consolidação da Rede Mãe Paranaense, a tendência é que as gestantes e os bebês sejam melhor assistidos nos serviços de saúde”, afirmou o secretário durante a abertura do 2.º Encontro do HospSus, realizado nesta terça-feira em Curitiba.

Melhorias - Inspirado no programa Pro-Hosp, do governo de Minas Gerais, o HospSus, lançado em julho de 2011, destina recursos para custeio, obras, aquisição de equipamentos e capacitação profissional. Ao completar um ano do programa, o Paraná conseguiu reduzir em 90% o déficit de leitos de UTI neonatal.

O programa atende 50 hospitais considerados estratégicos para suas regiões. Para 2013, estão previstos R$ 57 milhões para custeio dos hospitais credenciados e R$ 35 milhões para obras e equipamentos. Além disso, a Secretaria da Saúde estuda uma forma de apoiar também hospitais de pequeno porte.

Além da Rede Mãe Paranaense, os hospitais que integram o HospSus também são referências regionais para a Rede de Urgência e Emergência. Eles concentram a maior parte dos atendimentos que necessitam de retaguarda hospitalar de média e alta complexidade, como leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

De acordo com o secretário, o HospSus cumpre importante papel na melhoria do acesso a serviços de saúde resolutivos, principalmente no interior do Estado. “É dessa forma que interiorizamos nossas ações, qualificando o atendimento em saúde em todos os cantos do Paraná”, afirmou.

Parceria - Simultaneamente ao encontro, a Federação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Paraná (Femipa) realizou uma oficina de sistematização da assistência de enfermagem, considerando o nível de dependência do cuidado com o paciente.

Para o presidente da Femipa, Maçazumi Furtado Niwa, essa aproximação e diálogo entre hospitais públicos e privados sem fins lucrativos beneficia muito o usuário do Sistema Único de Saúde. “Buscamos sempre qualidade e eficiência, trocando experiências e disseminando conhecimento”, disse.

A parceria entre a Secretaria da Saúde e a Femipa vem desde o início do HospSus. Em setembro de 2011, as instituições lançaram o curso de Gestão Hospitalar que pretende dar mais embasamento técnico aos diretores e profissionais dos hospitais.

TABELA: ÍNDICE DE MORTALIDADE MATERNA POR 100 MIL NASCIDOS VIVOS NO PARANÁ

2011 – 51,67

2010 – 65,77

2009 – 73,02 (Aumento devido ao ano pandêmico de Gripe A – H1N1)

2008 – 59,55

2007 – 60,96