quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Coordenação da Copa participa de reunião do COL/FIFA



O Comitê Organizador da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 (COL) realizou, nesta terça-feira (28), uma reunião geral de acompanhamento das sedes da Copa do Mundo. O encontro aconteceu na sede da entidade, no RioCentro, localizado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

A comitiva paranaense esteve presente no evento, com a participação do coordenador-geral da Copa do Mundo 2014 no Paraná, Mario Celso Cunha, representantes da prefeitura municipal Rafael Mueller e Susana Lins Costa, pelo Clube Atlético Paranaense o arquiteto Carlos Arcos, além da equipe do COL/FIFA que tem base na sede de Curitiba, Mark Pinheiro, João Caetano e Fábio Carvalho.
Foram tratados temos como Equipamentos Temporários, TI, Hospitalidade, Telecomunicações, Broadcast, Alimentação, Transporte, Marketing, Ingressos, Decoração das Sedes, Fan Fest e CATV.
Conforme Roberto Siviero, responsável por estádios brasileiros para a Copa 2014, “estamos vivendo um momento de ansiedade e nervosismo para que tudo seja transformado em alegria e satisfação, com a entrega dos estádios como aconteceu na Copa das Confederações”. “O trabalho está sendo feito, com a dificuldade da maneira como o Brasil é organizado politicamente, mas o que nos dá mais segurança é o fato de ter muita gente qualificada atuando”, completou Siviero.
Segundo Flávio Goulart, de TI, em Curitiba as áreas técnicas e cabeamentos não estão completos de acordo com os requisitos FIFA. “Precisamos agilizar este setor de TI na Arena/CAP, principalmente no quesito energia elétrica”, disse Goulart.
Na questão dos equipamentos complementares, a sede de Curitiba foi muito elogiada, pois já está com o projeto pronto há meses, e no dia 07 de fevereiro pretende fazer a publicação, e no dia 24 de fevereiro realizar o pregão, com conclusão prevista para o dia 23 de março de 2014. “Toda a estrutura da Praça Afonso Botelho está preparada para receber os equipamentos e o material necessário para um grande evento”, afirmou a engenheira do Ippuc, Susana Lins Costa.
O representante do COL/FIFA na área de transporte, Carlos Gainete, abordou questões dos estacionamentos na Arena e nas áreas externas, lembrando que cerca de 140 veículos da FIFA deverão estar credenciados para o estacionamento no estádio, o que irá implicar em controle veicular e segurança. “É possível que parte desta frota já chegará no estádio com a ‘varredura’ necessária”, disse Gainete. Ele informou ainda que os carros chegarão em todas as sedes a partir do dia 16 de maio e as garagens deverão estar montadas e revisadas. No quesito transporte, Salvador ficou no sinal amarelo e Natal com o vermelho. A sede de Curitiba, a exemplo das demais, recebeu o sinal verde.
Um assunto dominante na reunião foi o tratamento que deve ser dado aos jornalistas, considerando que eles divulgarão a imagem da Copa para o mundo. O diretor do COL/FIFA na área de Broadcast, Jeff Coleman, lembrou da importância deste setor, “estaremos gerando imagens para mais de 250 países e o local deve estar protegido com segurança e qualidade técnica”. Segundo a prefeitura de Curitiba, através do superintendente da secopa municipal Rafael Mueller, “já estamos preparando o local junto à Rua Madre Maria dos Anjos e vamos contar com dois tipos de cabeamento: aéreo e subterrâneo”.
O sistema de distribuição do sinal da CATV será dividido em dois: um deles terá a distribuição de baixa latência para as áreas de imprensa e TV em dias de jogos, envolvendo Tribuna de Mídia, com sistema digital, Estúdios de Apresentação, Estúdios de Televisão e Completo de Televisão. O outro é um amplo sistema de distribuição para todo o estádio e áreas complementares, todos os dias, incluindo: Transmissão dos jogos ao vivo, Programa de Informação, envolvendo Mídia, TV, Estádio e FIFA News. Envolve também Estações de TV locais, com locações remotas via antena/cabo e TBC pela FIFA Marketing.
“A FIFA contratou uma empresa internacional, a Incast, para centralizar as operações e fornecer todos os equipamentos especializados para a produção e distribuição em HD (alta definição), envolvendo codificadores, moduladores e divisores”, afirmou Alexandra, do COL, que deu uma boa notícia afirmando que a FIFA vai fornecer alguns elementos para o sistema CATV em todos os estádios. São equipamentos, geração do sistema e sinais, provocando uma redução de gastos da sede em torno de 1 a 2 milhões de reais.
Segundo Roberto Siviero, o secretário-geral da FIFA Jérôme Valcke virá todos os meses ao Brasil para acompanhar o andamento das obras. No caso de Curitiba, a data acertada para a avaliação é 18 de fevereiro de 2014, quando o responsável da FIFA por estádios, Charles Botta, dará a palavra final, em comum acordo com Valcke. Outra informação é que o engenheiro Charles Botta acompanhará os trabalhos do Comitê Gestor das Obras na Arena Curitiba a partir do dia 06 de fevereiro.

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

PPS vai denunciar futuro Ministro na Saúde



O PPS já está com ação preparada para questionar a virtual nomeação de Arthur Chiro, pela presidente Dilma Rousseff (PT), no Ministério da Saúde. O PPS vai apresentar denúncia na Comissão de Ética da Presidência, anunciou o líder do partido na Câmara dos Deputados, Rubens Bueno (PR). “Nunca antes na história deste país um ministro terá sido denunciado em tão pouco tempo após sua posse”, disse Bueno.

"Chioro prepara uma fraude para burlar a caracterização de conflito de interesses, que fere o código de conduta da alta administração federal”, disse Bueno. O deputado se refere à transferência das cotas de Chioro - que atualmente é secretário de Saúde de São Bernardo do Campo (SP) - na empresa de consultoria Consaúde à mulher dele, Roseli Regis dos Reis. “É evidente que o secretário continua parte interessada na empresa, e essa transferência só é admissível no conceito torto de ética petista”, disse o líder do PPS. Para ele, a posição de Chioro - de dono de 99% da Consaúde – “era tão incompatível com seu cargo na prefeitura que ele tomou a decisão de transferir as cotas porque a legislação federal proíbe que agentes públicos se mantenham à frente de empresas privadas”.

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Após legalizar maconha, Uruguai pretende regular álcool e mídia em 2014



Em seu último ano de governo, Mujica espera aprovar novos projetos polêmicos, como a proibição dos "happy hour"

Até o final de seu mandato, governo Mujica também quer limitar compra de terras por empresas estrangeiras


Depois de atrair a atenção da opinião pública mundial em 2013 com a legalização da maconha, o governo do Uruguai pretende dar continuidade à sua agenda de reformas sobre temas polêmicos. As duas principais prioridades da coalizão de José Mujica neste ano são a regulação da mídia e da venda de bebidas alcoólicas.
Entre as propostas da Frente Ampla estão o aumento do controle sobre a publicidade e os pontos de venda de álcool. Os legisladores governistas querem proibir, por exemplo, a realização dos “happy hour”, situações em que as bebidas são comercializadas com preços mais baixos.
“O Uruguai precisa de regulação porque o álcool é a droga lícita que mais causa acidentes. Seus vendedores querem nos convencer de que é uma bebida refrescante e está associada a mulheres lindas”, argumentou o senador Ernesto Agazzi.
“Alguns interesses serão afetados, mas é um problema crescente. Há enormes quantidades de jovens que bebem ocasional ou frequentemente. Com essa medida, completaríamos a tríade de regulações, pois já fizemos isso com a maconha e o tabaco”, afirmou o senador Luis Gallo.
Assim como ocorreu no ano passado com a questão da maconha, a regulação da mídia e das bebidas alcoólicas contam com forte repúdio da oposição. No entanto, o governo Mujica dispõe de número suficiente de parlamentares para impulsionar tais medidas.
Outros projetos governistas que devem ser discutidos em 2014 são a limitação da compra de terras por empresas estrangeiras e a lei de responsabilidade penal do empregador.
Ainda em 2014, no mês de outubro, o Uruguai viverá as eleições que definirão o sucessor de Mujica. O favorito no pleito é justamente o antecessor do atual presidente, Tabaré Vázquez, também da Frente Ampla.
De acordo com alguns parlamentares e especialistas, o fato de ser um ano eleitoral pode dificultar a aprovação de todos esses projetos, mas a coalizão governista espera conseguir agilizar ao menos a regulação da mídia e das bebidas.

Pátria Latina

Richa assina contratos para a construção de novos presídios



O governador Beto Richa e a secretária estadual da Justiça, Maria Tereza Uille Gomes, assinaram nesta quinta-feira (23) os primeiros contratos de obras que irão ampliar o sistema carcerário do Paraná e acabar de vez com os problemas de superlotação. Foram assinados contratos com quatro empresas, responsáveis pela construção das novas cadeias públicas de Campo Mourão, Guaíra e Piraquara; dos Centros de Integração Social de Piraquara e Foz do Iguaçu I; e da ampliação da Penitenciária Estadual de Ponta Grossa.

“Estamos resolvendo um problema que se acumula há décadas no Paraná e que outros governos não fizeram a sua parte. Nossa meta inicial, prevista no plano de governo, era a transferência de seis mil detentos custodiados de forma irregular em delegacias para o sistema prisional. Estamos trabalhando além deste compromisso e, em três anos, já transferimos mais de sete mil presos para as penitenciárias.”, disse o governador.

São 20 projetos no total que vão abrir 6.670 novas vagas no sistema prisional paranaense. Serão construídas seis cadeias públicas (2.292 vagas para presos provisórios), seis novos Centros de Integração Social (1.296 vagas para presos de regime semiaberto) e ampliação de oito unidades (3.082 vagas para regime fechado).

Os contratos para as demais obras serão assinados nos próximos dias.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Saúde: Quero ver por a mão na hélice agora, diz Caputo



Hoje em Curitiba, na entrega de duas aeronaves para resgate médico, o secretário estadual de Saúde, Michele Caputo, provocou os adversários que duvidaram do funcionamento do plano aéreo de resgate de urgência e emergência."Teve adversário que pegou um aviãozinho de açúcar e bateu em cima dizendo que era brincadeira de criança. Quero ver agora por a mão na hélice, mas é com ela funcionando", disse Caputo.

"Se o Paraná fosse comprar um avião já equipado com UTI, teríamos que esperar pelo menos um ano e meio. A saúde do Paraná tem pressa e precisa de uma resposta rápida do poder público. Esse serviço já fez oito atendimentos importantes. Um queimado grave de Telêmaco Borba, um queimado de Cornélio Procópio. Amanhã leva uma criança para fazer uma cirurgia do pulmão em Porto Alegre, trouxe um paranaense oncológico de Barretos (SP). Trouxe uma criança pra ser atendida em Francisco Beltrão. O que mostra a importância de salvar vidas e já temos mais de 700 deslocamentos aéreos em três anos contra nove dos oito anos do governo anterior", disse Caputo.

"Esse é o Paraná da verdade, esse é o Paraná dos resultados, esse é o Paraná que trabalha, esse é o Paraná que traz mais saúde pra nossa gente. E é esse o Paraná que vai continuar", completou.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

"Rolezinhos" nos shoppings: apartheid à brasileira?



Por Wagner Iglecias e Rafael Alcadipani, no Jornal GGN


Junto com alguns outros shoppings da capital, o Shopping JK Iguatemi, um dos templos do consumo de luxo em São Paulo, conseguiu uma liminar na Justiça impedindo o “rolezaum” que havia sido marcado pelas redes sociais para acontecer no local neste sábado. As portas automáticas que dão acesso ao estabelecimento foram desligadas e passaram a ser blindadas por policiais. Houve, ainda, a presença de um oficial de justiça na porta do estabelecimento. Caso o organizador do evento aparecesse e fosse reconhecido, seria conduzido a um distrito policial para esclarecimentos, segundo declarou à Veja SP o oficial de justiça. A situação estapafúrdia foi amplamente divulgada pela imprensa.

Em outro shopping, bem mais popular e localizado no extremo leste da cidade, a PM chegou a usar bombas e balas de borracha. Na prática, o Estado tem usado a força para impedir o sagrado direito de jovens pobres e da periferia de ir e vir. Os chamados “rolezinhos” estão sendo agendados por jovens e adolescentes destes bairros mais distantes por meio das redes sociais, e têm despertado o medo de comerciantes e frequentadores habituais dos shopping centers. Os primeiros rolezinhos aconteceram em shoppings da periferia, e a presença de seguranças e policiais também ocorreu. A ação deste final de semana seria mais marcante, pois fora escolhido um dos shoppings frequentados pela elite paulistana, localizado no caríssimo bairro do Itaim, um dos que mais concentra investimentos públicos e privados em toda a cidade. Vale lembrar que shoppings centeres ocuparam as páginas policiais dos jornais recentemente por suposto envolvimento em esquemas de propina para ter seus projetos aprovados.


A expedição de uma liminar, embora compreensível sob o ponto de vista daqueles que temiam a chegada de centenas ou milhares de frequentadores, digamos, “diferenciados”, escancara o que todos neste país sabemos mas muito poucas vezes falamos: apesar dos avanços institucionais e legais que o Brasil conheceu desde a redemocratização, alguns brasileiros são mais cidadãos do que outros. Alguns espaços são mais exclusivos do que outros. E o consumo, ainda que cantado em prosa e verso como motor da sociedade e supra-sumo da felicidade e da realização pessoal, não é, evidentemente, para todos. É estranhíssimo ver empresários buscando a ajuda do Estado, ainda que seja para obter uma simples liminar com o objetivo de impedir a diversificação de sua própria carteira de clientes. Afinal de contas, a elite brasileira é capitalista ou não?

Essa garotada que hoje tenta frequentar os shoppings nasceu na década de 1990, quando o discurso neoliberal já era hegemônico em nosso país. Cresceram ouvindo dia e noite que política é ruim e que o sucesso é uma conquista individual. Comprados o tênis de marca, o relógio da moda, o celular de última geração, o rolezinho no shopping é o top da ostentação dos que vem de baixo, da base da pirâmide social. E ai encontram o que? As portas fechadas. A porta na cara da molecada de pele marrom é o outro lado da moeda de um país onde uma boa parte da elite parece ser capitalista somente até a página 2. E que no dia a dia, há séculos, busca se apropriar, de todas as formas possíveis, do Estado, a fim de dirigir suas prioridades. Dos vultosos subsídios a setores empresariais ao eterno chororô contra os impostos, do poderoso rentismo que vive da rolagem da dívida pública aos editais amigos de obras e serviços públicos, da sonegação fiscal à domesticação de partidos e candidatos através do financiamento de campanhas eleitorais.

Fernando Henrique Cardoso talvez estivesse certo nos seus livros e artigos sobre a dependência brasileira: nunca tivemos, em nosso país, amplos setores de elite que trouxessem consigo um projeto de nação, destinado a integrar nos direitos, na cidadania ou sequer no consumo os milhões de despossuídos. Quando muito nossa elites têm um projeto de classe, ou nem isso. Ao longo de séculos boa parte delas contentaram-se em intermediar negócios com os países mais ricos e levar sua parte, e a polícia que se vire para segurar a massa mulata e preta das periferias paupérrimas. Sempre foi assim.

Ao lado dessa ignorância preguiçosa de nossas elites, temos a ignorância adestrada de nossos pobres. Quando se vê um garoto carregando um fuzil no meio de uma favela, de uma coisa pode-se ter certeza: ele não quer fazer a revolução e pôr o sistema abaixo. Pelo contrário, a violência é a forma pela qual pretende acessar e usufruir dos bens materiais que outros jovens conseguem obter por meios legais ou aceitáveis. A garotada pobre que se manda em grupos para os shoppings tem o mesmo desejo. Querem consumir os símbolos de status que de uns tempos pra cá imaginam ser acessíveis a eles também. Ignoram, no entanto, que ao invés dos shoppings muito melhor seria se tivessem acesso a teatros, cinemas, bibliotecas, centros esportivos e de lazer, tão ou mais inacessíveis a eles que estes ocos templos de consumo.

O “rolezinho” demonstra o paradoxo da elite brasileira, que por um lado quer crescimento econômico, mas por outro quer manter os de pele marrom confinados na senzala. A muralha que o “rolezinho” escancarou é formada por uma Justiça muitas vezes conivente com a desigualdade social, fato que se expressa em alguns casos como foi em Pinheirinho e agora nos “rolezinhos”.

* Wagner Iglecias é doutor em Sociologia e professor do Curso de Graduação em Gestão de Políticas Públicas e do Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina da USP; Rafael Alcadipani é PhD em Management Sciences pela Manchester Business School (Inglaterra) e Prof. Adjunto da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da FGV.

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Inaugura hoje o Aquário de Paranaguá



A obra foi protelada e atrasada diversas vezes no Governo Requião, mas finalmente será inaugurado hoje, o Aquário de Paranaguá, uma grande obra para dinamizar o turismo na cidade.
A abertura ao público acontece amanhã, terça-feira. Durante a temporada, o aquário ficará aberto diariamente das 10h às 20h. Uma boa dica de passeio no litoral. Aproveite!
Parabéns ao governador Beto Richa por mais uma vez apoiar o turismo em nosso litoral.

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

PARANÁ RECEBE DUAS SELEÇÕES PARA TREINAMENTO



Alem das oito seleções estrangeiras que estarão jogando em Curitiba, no estádio Joaquim Américo, do Clube Atlético Paranaense, durante a Copa do Mundo da FIFA 2014, duas escolheram o Estado do Paraná para fazer a pré-temporada de treinamento e aclimatização. São elas: Espanha ,que ficará no CT do Caju, em Curitiba, e Coréia do Sul,que ficará no Hotel Bourbon e fará os treinamentos no CT do ABC,em Foz do Iguaçu.
Apesar do prazo fatal apontar para o dia 31 de janeiro de 2014 para que todas as seleções indiquem seus locais de treinamento, todas elas já fizeram as opções, podendo fazer as alterações até a data acordada.

Eis os locais escolhidos pelas 32 seleções que disputarão a Copa do Mundo FIFA 2014:

BRASIL: Granja Comary, CT Almirante Heleno Nunes- Teresópolis (RJ)
ALEMANHA: Santa Cruz de Cabrália, (construiu um CT próprio)BA
ARGÉLIA: CT Atlético e Sorocaba Park Hotel – Sorocaba (SP)
ARGENTINA: CT Cidade do Galo, do Clube Atlético Mineiro (MG)
AUSTRÁLIA: CT Alencar Araripe e Hotel Ilha do Boi, Vitória (ES)
BÉLGICA: CT Paradise Golf & Lake Resort, Mogi das Cruzes (SP)
BOSNIA: CT Estádio Municipal Antonio Fernandes, Hotel Casagrande Resort,Guarujá(SP)
CAMARÕES : CT Estádio Kleber Andrades, Hotel Sheraton, Vitória (ES)
CHILE: CT Toca da Raposa (Cruzeiro), Hotel San Diego Suítes Pampulha,BH(MG)
COLOMBIA: CT Presidente Laudo Natel – CFA ,em Cotia (SP)
CORÉIA DO SUL: CT ABC, Hotel Bourbon, Foz do Iguaçu(PR)
COSTA DO MARFIM: CT Inn Eco Resort,em Águas de Lindóia (SP)
COSTA RICA : CT Urbano Caldeira (Vila Belmiro), Hotel Mendes Plaza,Santos (SP)
CROÁCIA: CT Praia do Forte, Hotel Tivoli,Mata de São João (BA)
EQUADOR: CT Vila Ventura, Hotel Vila Ventura,em Viamão (RS)
ESPANHA:CT do Caju,do Clube Atlético Paranaense, Curitiba (PR)
ESTADOS UNIDOS: CT da Barra Funda, do São Paulo, em São Paulo(SP)
FRANÇA: CT do Botafogo, Hotel JP em Ribeirão Preto (SP)
GANA: CT Estádio Rei Pelé, Hotel Radisson em Maceió(AL)
GRÉCIA: CT Estádio Lourival Batista,Hotel Radisson em Aracaju (SE)
HOLANDA: CT da Gávea , Caeser Park Ipanema, Rio de Janeiro (RJ)
HONDURAS: CT Desportivo Brasil, Hotel Transamérica, Porto Feliz (SP)
INGLATERRA: CT Cláudio Coutinho(Exército), Hotel Royal Tulip, S.Conrado (RJ)
IRÃ: CT Joaquim Grava,do Corinthians Paulista, Hotel Caeser Park, Guarulhos (SP)
ITÁLIA: CT Porto Belo Resort Safári, Mangaratiba (RJ)
JAPÃO: CT Spa Sport Resort , em Itu (SP)
MÉXICO: CT Rei Pelé , Hotel Parque Balneário, em Santos (SP)
NIGÉRIA: CT Brinco de Ouro, do Guarani, Hotel Vitória Concept, Campinas (SP)
PORTUGAL:CT Estádio Moisés Lucarelli, da Ponte Preta, Hotel The Palms,Campinas(SP)
RÚSSIA: CT Estádio Novelli Junior, Hotel San Raphael em Itu (SP)
SUIÇA: CT Estádio Municipal Antonio Carlos Magalhães, Hotel La Torre, Porto Seguro (BA)
URUGUAI: CT Arena do Jacaré ,Hotel JN Resort, em Sete Lagoas (MG)

Dos locais constantes no Catálogo Oficial de CTS da FIFA, foram contemplados os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Belo Horizonte, Rio Grande do Sul, Bahia, Espírito Santo, Sergipe e Alagoas. Todos os Centros de Treinamento foram escolhidos pelas próprias equipes técnicas e federações ligadas às seleções classificadas para o mundial.
Cidades importantes, com bons Centros de Treinamento e hospedagem, ficaram de foram das escolhas por questões eminentemente técnicas. Por exemplo: Florianópolis, Joinvile, Porto Alegre, Caxias do Sul, Sorocaba, São Caetano do Sul, Piracicaba, Ipatinga, João Pessoa, São Luis, Londrina, Cascavel e Maringá.
Dos 83 Centros de Treinamento indicados pela FIFA , sendo 47 da região Sudeste, 22 da região Sul, 07 da região Nordeste, 04 da região Norte e 03 da região Centro Oeste, apenas 32 locais foram escolhidos pelas federações internacionais.
As oito seleções que jogam em Curitiba estarão optando por treinar, durante três dias antes dos jogos oficiais, em dois campos aprovados pelo COL/FIFA: Estádio Couto Pereira, do Coritiba, e Estádio Janguito Malucelli, do J.Malucelli.

Jogos em Curitiba ,na Arena do Clube Atlético Paranaense:

16 de junho - Irã X Nigéria – 16 hs
20 de junho – Honduras X Equador – 19 hs
23 de junho – Austrália X Espanha – 13 hs
26 de junho –Argélia X Rússia – 17 hs

sábado, 4 de janeiro de 2014

Praias de Santa Catarina estão contaminadas



A incompetência dos governantes de Santa Catarina está prejudicando o turismo no Estado. Grande parte das praias de Santa Catarina está contaminada por coliformes fecais, a exemplo de diversas praias do Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Nordeste.

A Fatma (Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina), órgão ambiental do Governo do Estado, divulgou neste sábado um alerta de contaminação do litoral catarinense, em consequência das fortes chuvas que atingiram a região na sexta-feira e madrugada deste sábado (4), levando detritos das ruas e das estações de tratamento de esgoto para o mar. A recomendação das autoridades aos moradores e turistas é evitar o banho por 48 horas.

Segundo Haroldo Elias, gerente de Qualidade Ambiental da Fatma, o alerta vale para todo litoral porque a praias estão com superpopulação em virtude do veraneio. As áreas de maior risco são aquelas próximas à foz dos rios e das estações de tratamento de esgotos que transbordaram.

Elias afirmou que a chuva forte nas praias mais procuradas por banhistas provocou lavagem das ruas e também arrastou o esgoto das ligações clandestinas para o mar.

Em dezembro, a Fatma monitorou 200 pontos do litoral. Deles, 55 foram considerados impróprios. Nas 66 praias de Florianópolis, 17 pontos também estão impróprios. Ao meio-dia deste sábado continuava chovendo no litoral.

Juíza manda PT pagar dívida da campanha de Ideli em 2010: R$ 6,3 milhões



A Justiça determinou ao PT de Santa Catarina que pague uma dívida milionária da campanha de Ideli Salvatti ao governo do Estado em 2010. Coisa de R$ 6,3 milhões. O credor se chama Tvídeo. Trata-se da produtora de tevê que prestou serviços ao comitê eleitoral de Ideli, hoje ministra-chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República.

A decisão foi trazida à luz pelo repórter João Valadares. Foi tomada pela juíza Rosane Portela Wolff. “Não há dúvidas acerca do direito da autora (Tvídeo) em ser restituída dos valores não pagos pelos requeridos”, anotou a magistrada na sentença. O PT catarinense havia declarado à Justiça Eleitoral que a produção visual da campanha custara R$ 2,74 milhões.

A empresa confirma o recebimento da cifra. Mas alega que remanesceu uma dívida. Na conta da Tvídeo, incluindo-se a atualização monetária, o buraco seria hoje de R$ 8,48 milhões. Considerando-se os valores informados pelo PT na prestação de contas oficial, o reconhecimento da dívida corresponderia, na prática, à confissão de que houve caixa dois na campanha de Ideli.

Atual presidente do diretório catarinense do PT, Carlos Vignatti diz desconhecer o calote. Adversário do grupo político de Ideli, ele comenta: “Isso não estava na prestação de contas que recebi. Eu não posso me manifestar sobre o assunto simplesmente porque não tenho nenhuma informação. Eu nem sequer sabia desse processo.”

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

2014: QUAIS OS PRÓXIMOS PASSOS?



Além de uma ou outra manifestação daquele escritório de um homem só, em Londres, que diz representar a Organização de Libertação da Síria, reina absoluta calma no noticiário internacional. Até parece que os guerreiros tiraram férias. Ou estaríamos naquela calmaria que costuma preceder a tormenta. É difícil acreditar que os generais de Obama tenham requerido aposentadoria e vestido o proverbial pijama (– não foi esse aí que recebeu um Prêmio Nobel da Paz?). Ainda mais difícil é acreditar que esteja tudo calmo e pacífico, quando se lê a notícia de que no dia 6 de dezembro p.p. o ministério da saúde e assistência social americano encomendou 14 milhões de comprimidos de iodo. Estes costumam ser usados como proteção contra radioatividade e podem ser necessários quando esta é liberada em acidentes em usinas termonucleares ou... é isso mesmo, em guerra atômica.

Não vamos esquecer que as guerras e guerrinhas têm tido método. Observando bem vamos reconhecer duas regras:

1. As vítimas têm sido nações que mantiveram suas dívidas públicas sob controle, chegando a um máximo de 40% do PIB.

2. O objetivo de cercar RÚSSIA e CHINA fica mais evidente a cada dia.

Se a Alemanha até hoje está ocupada por 50 mil soldados americanos (já se fala em 70 mil), ao mesmo tempo estão no Japão outros 45 mil. Até drones estão sendo baseados neste país. Bombardeiros B52 de longo alcance constantemente invadem o espaço aéreo chinês e, complementando a provocação, a marinha dos EUA anda nos mares da China para cima e para baixo sem pedir licença para ninguém. Que tal se os chineses fizessem o mesmo na América do Norte?

E mais, na Coreia do Sul têm mais 35 mil Gis. Também no Mar Báltico eles estão com sua Força Aérea patrulhando permanentemente o espaço aéreo sobre os três países: Letônia, Estônia e Lituânia. Na Polônia e na Rep. Tcheca instalaram forte esquema antimísseis. O deputado britânico George Galloway, que costuma dizer o que pensa, declarou em entrevista na Voice of Russia que o encurralamento de Rússia e China com armas atômicas é um “maquinação imperial” e “enorme perigo para a paz e segurança mundial”.

O conhecido comentarista político Noam Chomsky diz que teme dois acontecimentos para 2014: Uma catástrofe ambiental e uma guerra atômica. A primeira ainda estaria relacionada a Fukushima. Não se sabe o que seria mais dramático. Esperar por uma guerra atômica certamente ninguém espera, mas que o mundo está dançando na corda bamba ninguém duvida. Por ora se tenta desestabilizar as nações de dentro para fora. Isto pode acontecer apoiando um megausurpador como o Michail Chodorkowski, em cuja Open Russian Foundation participavam do Conselho um Henri Kissinger e um Lord Jacob Rothschild, ou dando mídia sem parar às Xoxótas Revoltadas (Pussy Riots) que se notabilizaram desrespeitando uma catedral ortodoxa. É um pouco difícil também acreditar que o GREENPEACE tenha ido ao Ártico para protestar contra agressão ao meio ambiente, quando existe tanta coisa para cuidar por aqui mesmo. Estranho...


Temos motivos bastantes para enfatizarmos a nós todos os nossos mais sinceros votos de FELIZ ANO NOVO!

Norberto Toedter em seu blog